5 lições que outras séries podem aprender com o final de The Vampire Diaries

Por Wesley Parreira

Muitas séries podem aprender muita coisa com o fim de The Vampire Diaries, exibido nesta sexta-feira (10) nos EUA. A série que cativou milhares fez escola com um encerramento que dói como uma mordida de vampiro, mas que vai imortalizar o amor dos fãs por ela.

Selecionamos a seguir os pontos fortes do derradeiro episódio que fazem este final de série se destacar diante de outros. Confira 5 lições que outras séries podem aprender com o final de The Vampire Diaries:

1) Não fazer um episódio final centrado em reviravoltas na história se o programa não é focado em mudanças no enredo

Não usar o episódio final só para fechar pontos abertos e dar respostas a todas as perguntas levantadas durante a temporada, se a série é focada em mudanças a acontecimentos que pouco influenciam os personagens. Se o foco da série é a personalidade e o desenvolvimento dos personagens, não faz muito sentido procurar satisfazer a curiosidade racional de alguns detalhes. O foco de séries deste tipo são as relações e como os personagens se sentem em tais relações.

vampirefinal2

2) Focar no que você faz de melhor

No caso de The Vampire Diaries, as relações são a coisa mais importante na série, então é aí que que ela se aprofunda. Nenhum relacionamento é pequeno demais para ser explorado e temas como “amizade” e “maternidade” nunca seguem o clichê que vemos na maioria das outras séries. Desta forma eventos comuns como uma traição ou um funeral são muito mais complexos do que parecem a primeira vista e o fã sente exatamente toda esta complexidade em simples gestos dos personagens com quem ele construíu um forte laço emocional.

vampirefinal3

3) É importante trazer de volta os personagens pelos quais ainda temos uma conexão afetiva

Não importa se a aparição for de apenas uma cena ou se o personagem tem ou não falas. Ele pode sim influenciar os protagonistas porque eles tiveram uma história e sentimentos que podem mudar tudo na trama pelo simples fato de estarem presentes.

4) Perdão e culpa são imortais

A morte em si é muito menos importante do que a maioria das séries retratam (especialmente quando você não é humano). O que importa para quem fica e para quem vai são os sentimentos que restam de uma relação que chegou ao fim. Perdão e culpa duram muito mais do que o momento do fim e o que eles fazem com seus sentimento afetam muito mais o personagem.

5) Quando a história não tem um fim, ela continua nos afetando para sempre

Todos gostam de um final feliz, mas nada se compara a um final que abre a possibilidade de tornar a história imortal. Dar a noção de que os personagens vão seguir apesar do fim da série, mantém todas as relações construídas entre os fãs e os personagens durante tantas temporadas.

Últimas do site:


Vídeos

Últimas do site: