O painel de Game of Thrones na CCXP 2017 trouxe o ator Daniel-Charles Chapman, que interpreta Tommen Baratheon (Tommen Baratheon) na série, pela primeira vez no Brasil.

A conversa com Daniel começou com foco na nova fase da HBO GO, serviço de streaming do canal americano, onde se tornou um serviço sob demanda mais desenvolvido, com um catálogo maior e atualizado.

Depois, Daniel falou sobre o público brasileiro fã de Game of Thrones, dizendo que os fãs brasileiros compõem o segundo maior grupo de fãs da série. Daniel também comentou das diferenças entre a série da HBO com as outras que participou: “A principal diferença dela para as outras é a escala. Escala muito maior de fãs, de produção, de elenco. Tudo é maior.” Mas reforçou que em questão de atuação, não há tanta diferença.


Daniel trouxe uma teoria interessante para o debate, na qual ele gosta bastante: “Os Whitewalkers na verdade são bonzinhos, pessoas boas e que os humanos são os vilões, tentando dominar o mundo”. Seria uma interessante reviravolta caso isso for real.

Sobre seu personagem, Tommen Baratheon, Daniel explicou que fazer o personagem foi muito bom e que ele foi um bom rei, aprendeu diversas coisas sobre política e guerra com seu avô Twyin Lannister (Charles Dance), mas que gostaria de ter sido na verdade aconselhado pelo Tyrion Lannister (Peter Dinklage) do que Cercei Lannister (Lena Headey).

“Antes do Tommen morrer, eu queria que ele matasse alguém”, revelou o ator, que também indicou que a personagem de Natalie Dormer em Game of Thrones, Margaery Tyrell, não o amasse de verdade mas iria cuidar muito bem dele.

Para finalizar, Daniel deu sua opinião sobre o que acontecerá no final da série: “Acredito que Game of Thrones acabará ou com Jon Snow (Kit Harrington) ou Daenerys Targaryen (Emilia Clarke) no trono de ferro. Provavelmente um deles irá morrer e o outro assumirá o trono”, completou o ator.

Informações do redator Pedro Henrique, diretamente da CCXP 2017.