Depois de um longo reinado de 18 anos, a HBO perdeu seu domínio como o canal com maior número de indicações no Emmy. Nesse ano de 2018, a Netflix conseguiu 112 indicações contra 108 da TV fechada. Mas o que significa isso? Será que realmente todo o mercado perdeu sua força e se rendeu ao canal de streaming?

É inegável observar o fenômeno que a “locadora vermelha” conseguiu em pouquíssimos anos. Cinco, para ser mais exato. Já que a primeiro produção original aconteceu em 2013, com a chegada de House of Cards. O que torna ainda mais impressionante é que ela nasceu como uma plataforma de filmes e séries apenas em 2010, ou seja, menos em dez anos atrás. Apenas como o comparativo, a emissora citada acima iniciou suas atividades em 1972, como Home Box Office.

Emmy 2018 | Game of Thrones bate recorde de indicações; veja todos indicados

>> CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Essa alternância de poder foi localizada em um período curtíssimo de tempo, algo impressionante. Porém, é impressionante também o tato que a Netflix teve de mudar o mercado do entretenimento de cabeça pra baixo. Não apenas com o seu serviço de assinatura, que possibilita a pessoa estar dentro da sua casa assistindo o que quiser e na hora quiser, mas também pelo fato de ter observado como os estúdios se movimentariam rápido em tirar esse controle de exibição que ela tinha e criar sua própria rede de streaming. Sendo assim, o canal vermelho começou a criar seus próprios programas, que já vão ultrapassar a marca de mais de 60 por ano.

Levando em conta isso tudo, a qualidade vira um patamar um pouco a parte. A quantidade é muito mais importante. Até porque é impossível acertar em tudo que for feito dentro da produtora durante 365 dias, mas nem sempre o que importa para o público é algo realmente bom e revolucionário. Foi então que grandes atores perceberam a liberdade criativa que seria dada e foram correndo direto para ela, algo que a Warner, no cinema, e a HBO, na produção de seriados, eram famosas por ter durante os anos 90 e 2000 – não é a toa que a Warner Bros. era dona dos dois. Isso tudo significou uma mão livre da distribuidora que iria repassar o que viesse pela frente, apenas para gerar seu próprio conteúdo. Isso uma hora ia acabar dando certo, que foi o que aconteceu no Emmy esse ano.

Continuando nesse quesito da qualidade, um comparativo não pode deixar de ser realizado: os seriados com maior quantidade de indicações. Nisso, a TV fechada ganha até com uma certa tranquilidade, já que Game of Thrones e Westworld dominam a maioria das indicações. Stranger Things, The Crown e Glow estão entre as apostas da Netflix que acabaram dando certo junto a crítica e a própria indústria, já que acabaram conseguindo consequentes lembranças nas premiações, mas será que suas possibilidades de ganhar são altas? Isso só será possível dizer no dia 17 de setembro, quando acontece a premiação.

A Netflix realmente dominou o mundo do entretenimento?

A Netflix celebra sua dominância em um mercado muito difícil e que vive seu período mais alto em termo de diversidade nas produções. É um período realmente de reviravoltas, aonde é possível ver, em um futuro próximo, o canal de streaming estar disputando com as grandes no Oscar. Para uma empresa tão nova, essas conquistas marcam uma era se modificando, algo que poderá ser visto ainda mais daqui a algum tempo. Até porque a moda do momento para os estúdios é a transmissão fora do tempo real, mas quem sabe no futuro é a TV que esteja em moda de novo.