Robin Hodd é um dos personagens míticos mais engajados socialmente. Dessa forma, o elenco não poderia se mostrar diferente. Ao menos, na entrevista exclusiva feita pelo nosso repórter James Cimino, que vocês podem conferir mais abaixo, Jamie Foxx e Taron Egerton mostram que estão bem antenados na situação política do mundo atual.

O próprio Foxx, que vive Little John no filme Robin Hood: A Origem, se mostra alarmado com o momento brasileiro. Para o ator, que comparou o papel da religião no filme e na realidade, as pessoas usam de sua religiosidade para expressar quando vêem o bem nas pessoas. Exatamente o que faz sua personagem quando encontra Robin Hood. Ainda, Foxx diz que esse tipo de visão não acontece o suficiente, já que “nós sempre procuramos pelo pior nas pessoas”.

Já Egerton, que vive Robin Hood, diz que sempre há ocorrências de pessoas que abusam do poder. Para esses casos, o ator vê uma mensagem no filme que diz que você não deve confiar plenamente nos líderes mundiais que dizem o que quiser.

>> CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Robin Hood: A Origem | Filme tem uma das piores aberturas para um blockbuster em 2018

No filme, Little John (Jamie Foxx) treina Robin Hood (Taron Egerton) para aprender a roubar os ricos. Little John, um comandante mouro, dá início a uma revolta contra a coroa britânica e acaba transformando Robin em um grande herói.

O longa traz também Eve HewsonJamie Dornan e Ben Mendelsohn no elenco e é descrito, pelo próprio diretor, como uma abordagem revisionista da lenda de Robin Hood.

A direção fica nas mãos de Otto Bathurst (Black Mirror), com roteiro de Ben Chandler e David James Kelly. A produção é de Leonardo DiCaprioJennifer DavissonBasil IwanykTory Tunnel e Joby Harold.

Robin Hood: A Origem chega aos cinemas brasileiros no dia 29 de novembro.