Treze anos depois, e o momento mais chocante do Oscar continua sendo a noite em que O Segredo de Brokeback Mountain perdeu o prêmio de Melhor Filme para Crash: No Limite. Quando os produtores e as estrelas de La La Land: Cantando Estações subiram ao palco no Oscar 2017 como os vencedores finais da noite, a maioria das pessoas aceitou a vitória como uma inevitabilidade. Mas, de repente, no que continua sendo um dos maiores choques na história do Oscar, descobriu-se que Moonlight: Sob a Luz do Lar era o verdadeiro vencedor como Melhor Filme. O caos de envelopes trocados e anfitriões confusos inspirou muitas piadas. Foi o tipo de surpresa que a Academia adora produzir, apesar de ser completamente não intencional. Para alguns fãs do Oscar, a confusão de Moonlight: Sob a Luz do Lar continuará sendo o momento mais chocante da história da Academia. No entanto, o incidente que ainda sacode os fãs do cinema aconteceu alguns anos antes.

César 2019 | Custódia é o grande vencedor do Oscar francês

O Oscar de 2006 ofereceu uma noite de variedade e vitórias que pareciam satisfazer a todos. O amado ator Philip Seymour Hoffman superou a dura competição para levar para casa o Oscar de Melhor Ator por sua atuação em Capote. Reese Witherspoon foi de Os Queridinhos da América para vencedora do Oscar. George Clooney, que também foi indicado a Melhor Diretor por Boa Noite e Boa Sorte, levou para casa o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante por Syriana:A Indústria do Petróleo. O prêmio de Melhor Diretor eventualmente foi para Ang Lee por O Segredo de Brokeback Mountain, fazendo todos acreditarem que o longa também ganharia o prêmio de Melhor Filme.


Então Jack Nicholson abriu o envelope e, com evidente surpresa em sua voz, anunciou que o vencedor era Crash: No Limite. Basta dizer que a maioria das pessoas ficou chocada. Até hoje, continua sendo uma das vitórias do Oscar mais divisivas. Veja um vídeo da cena mais abaixo.

Por que O Segredo de Brokeback Mountain não venceu

Resultado de imagem para brokeback mountain

A vitória de Crash sobre Brokeback Mountain permanece controversa por várias razões. Primeiro, na época, enquanto a vitória de Brokeback Mountain nunca foi garantida, parecia mais provável do que Crash. As críticas foram melhores, foi um sucesso comercial e teve duas das mais aclamadas atuações do ano com Heath Ledger e Jake Gyllenhaal. Para todas as piadas sobre “cowboy gay” que rolaram durante 2005, vale a pena lembrar o quão importante foi o filme de Lee e o que ele representou em termos de representação LGBTQ+ em Hollywood.

Mas, apesar de todo o progresso que o filme inspirou, a reação foi igualmente forte, e isso ficou evidente em seu desprezo como Melhor Filme. Tornou-se um alvo popular para analistas políticos conservadores e políticos, um proprietário de teatro de Utah se recusou a exibi-lo, e algumas figuras proeminentes da indústria até se recusaram a assisti-lo. O ator Ernest Borgnine, por exemplo, disse: “Eu não vi e não me importo de ver. Eu sei que eles dizem que é um bom filme, mas não me importo em assistir. Se John Wayne estivesse vivo, ele estaria rolando em seu túmulo!”

Por que Crash: No Limite venceu

Resultado de imagem para crash 2005

Do outro lado da corrida do Oscar estava Crash: No Limite, o drama entrelaçado de Paul Haggis sobre as tensões racistas em Los Angeles. Como O Segredo de Brokeback Mountain, o filme teve uma boa recepção, ganhou dinheiro, teve um grande elenco e abordou questões importantes. Crucialmente, Crash não era um dos favoritos para Melhor Filme porque não havia sequer sido indicado ao Globo de Ouro, e o último filme a ganhar o Oscar sem essa indicação precursora foi Golpe de Mestre, em 1974. Críticos gostaram do filme, mas Crash não recebeu os mesmos elogios de Brokeback Mountain. Até mesmo Paul Haggis admitiria mais tarde que ele não achava que Crash era tão bom quanto sua competição.

Framboesa de Ouro | Donald Trump se destaca; veja todos os vencedores

É claro que a qualidade raramente importa quando se trata do Oscar. Os prêmios são escolhidos com base em vários fatores atenuantes, desde conexões com a indústria até assuntos políticos contemporâneos e muito mais. Crash foi um filme mais direto e mais fácil de digerir para alguns membros da Academia. Sua visão sobre as tensões raciais em Los Angeles foi mais adaptada para agradar o público branco, e a Academia, ainda hoje, permanece fortemente branca. Foi um filme cheio de atores notáveis, o que provavelmente encorajou muitos votos de outros atores, que compõem o maior grupo demográfico da Academia. Além disso, Crash se sentiu “seguro” de uma maneira que Brokeback Mountain não era. Kenneth Turan, do Los Angeles Times, sugeriu que Crash se beneficiou da homofobia enraizada da Academia. Mesmo em sua fase mais progressiva, eles não estavam prontos para celebrar um filme como Brokeback Mountain. Para muitos, parecia uma rejeição ao progresso e consolidou o status da academia como uma instituição obsoleta, um problema com o qual ainda está lutando hoje. No sistema de votação preferencial da Academia, isso significa que o mais ameno venceu.

A vitória de Crash tem manchado o filme mais do que sua perda eventualmente o faria. É considerado um dos maiores erros do Oscar e um dos menos merecedores de Melhor Filme, enquanto a reputação de O Segredo de Brokeback Mountain apenas cresceu. O Oscar vai inevitavelmente ter mais erros e surpresas, mas o caso da vitória de Crash continuará sendo o mais chocante.