Atenção! Contém spoilers importantes de Cemitério Maldito

Além de alterar o final do filme original da obra de Stephen King, o reboot de Cemitério Maldito aumenta a contagem de corpos e ressuscita alguns personagens inusitados.

Baseado no livro homônimo de Stephen King, lançado em 1983, Cemitério Maldito conta a história do Dr. Louis Creed (Jason Clarke), que, depois de mudar com sua esposa Rachel (Amy Seimetz) e seus dois filhos pequenos de Boston para a área rural do Maine, descobre um misterioso cemitério escondido dentro do bosque próximo à nova casa da família.


Quando uma tragédia acontece, Louis pede ajuda ao seu estranho vizinho Jud Crandall (John Lithgow), dando início a uma reação em cadeia perigosa que liberta um mal imprevisível com consequências horripilantes.

O que o novo Cemitério Maldito traz de diferente é uma certa liberdade criativa em relação ao cânone de Stephen King. O filme apresenta uma mudança importantíssima que acaba influenciando completamente o terceiro ato.

Wendigo

Um elemento importante do livro de Stephen King que não está presente no filme de 1989 é o Wendigo. Vindo da mitologia Algonquin, a criatura pode ser considerada o patrono da destruição e da morte, sempre associado com canibalismo e assassinato.

No livro, as raízes da história do Wendigo se encontram em Ludlow, vindas da época em que a área era habitada por nativos-americados. Foi devido ao poder do Wendigo que um pedaço de terra conhecido como Cemitério Micmac ganhou suas habilidades sobrenaturais.

No filme de 2019, a criatura é mencionada brevemente. Louis estuda a história da cidade, e encontra algumas informações sobre o Wendigo em um livro misterioso.

O filme utiliza a presença do Wendigo mais como uma influência ou espírito do que como uma criatura carnal. Mesmo com outras forças sobrenaturais em ação, é o Wendigo que controla os eventos de Cemitério Maldito, atraindo Louis para a floresta e reavivando as memórias trágicas de Rachel.

Diferentes Ressurreições

Para um filme que revolve em torno da morte, a contagem de corpos de Cemitério Maldito não é tão alta. O remake traz algumas diferenças em relação aos personagens que são ressuscitados, e introduz novos aspectos do retorno desses personagens à vida.

Tanto no livro quanto na última adaptação, o gato da família Creed é o primeiro a ser enterrado e ressuscitado no Cemitério. Quem representa a grande mudança é a primeira humana a voltar à vida: Ellie.

No livro, Gage, o irmão mais novo de Ellie, é o primeiro a morrer, levando a família Creed para um espiral de loucura. No filme, Ellie é a primeira vítima. A mudança foi proposital: Gage é muito jovem para entender os efeitos de sua ressurreição, e Ellie já consegue perceber que algo não está certo quando retorna ao mundo dos vivos.

As últimas duas ressurreições são de Rachel e Louis. No livro, a morte de Louis fica em aberto, e seu cadáver nunca é mostrado. Na nova versão, Louis não aparece sendo enterrado, mas seu corpo retorna para a casa com sua esposa e filha.

O que acontece no final?

O ato final de Cemitério Maldito é uma verdadeira luta pela sobrevivência. Ou pela ressurreição. O corpo revivido de Ellie percebe que Rachel e Jud nunca vão aceitar seu retorno. Dessa forma, ela inicia seu frenesi assassino, começando por Jud. Mesmo armado, ele acaba se tornando a primeira vítima de Ellie.

Rachel é a próxima. A garota morta persegue a esposa de Louis, que tenta não apenas sobreviver, mas também garantir a segurança de Gage. Ellie acaba conseguindo esfaquear Rachel pelas costas. Além de uma morte lenta e dolorosa, a personagem é obrigada a confrontar um de seus piores medos.

Rachel é assombrada pela memória da morte de sua irmã Zelda, pela qual sempre se sentiu culpada. Zelda sofria de uma doença debilitante, e Rachel acabou provocando, sem intenção, sua morte. Dessa forma, a personagem sempre teve problemas para falar sobre a morte, mas nenhum deles superava seu medo de se tornar inválida como a irmã.

A morte de Rachel traz seus pesadelos para a realidade. Ela não consegue se mover e morre lentamente.

Nas últimas cenas do filme, Louis tenta salvar Gage e impedir que Ellie leve o corpo de Rachel para o cemitério. Ele chega muito tarde, e é esfaqueado pela própria esposa.

Depois, ele é enterrado e retorna à vida. O filme termina com a cena da família de mortos-vivos retornando para matar e enterrar Gage.

Diferenças entre o final do filme e do livro

Exceto pelas mortes de Jud e Rachel, o final de Cemitério Maldito é bem diferente do desfecho do livro de Stephen King.

No livro original, Louis consegue matar Gage e o gato Church, ao injetá-los com morfina. Ellie também não morre, ficando sob a proteção de seus avós. No livro, a morte de Louis fica em aberto, e o leitor tem que decidir se acredita ou não que o personagem sofreu o mesmo destino de seus familiares.

No novo Cemitério Maldito, a família Creed sucumbe completamente ao cemitério amaldiçoado. Mesmo os fãs da história original não puderam prever os últimos momentos do longa. No entanto, a revelação que Ellie morreria no lugar de Gage já havia sido estragada pelos trailers.

O elenco do novo filme conta com Jason Clarke (O Primeiro Homem), John Lithgow (The Crown) e Amy Seimetz (Alien: Covenant), que protagonizam a história sobre um cemitério amaldiçoado.

O livro de King já foi transformado em filme no ano de 1989, com direção de Mary Lambert. No final desse ano, a obra completa 35 anos desde que foi lançada pelo autor.

A estreia de Cemitério Maldito acontece em 9 de maio no Brasil.