Em uma das cenas mais devastadoras de Vingadores: Guerra Infinita, a personagem de Gamora (Zoe Saldana) é jogada de um abismo por Thanos, para que o vilão consiga a Joia da Alma. Foi de fato a morte de Gamora, e de forma irreversível no Universo da Marvel nos cinemas.

Porém, Vingadores: Ultimato trouxe uma solução inusitada para manter a guerreira de Saldana presente na franquia. Quando os Vingadores procuram uma solução para reverter o estalo letal de Thanos, o grupo precisa viajar ao passado para diversos pontos do MCU, e recuperar as Joias do Infinito para criar um novo estalo. Uma das viagens envolve justamente o ano de 2014, quando se desenrola o primeiro filme de Guardiões da Galáxia, e que trazia uma Gamora muito diferente daquela que já estava integrada à nova fase.

Encontramos Gamora e Nebulosa agindo sob ordens de Thanos, prestes a recuperar a Joia do Poder de Morag. Quando a interferência temporal une as duas Nebulosas, Gamora tenta entender o que aconteceu, e enquanto Thanos fica motivado a deter os Vingadores para garantir seu próprio sucesso no futuro, Gamora se comove com o que o futuro reserva para as duas. Ela se aproxima da Nebulosa do futuro, e entende mais sobre seu novo arco, passando para o lado dos heróis para enfrentar Thanos e deter sua invasão.


Dessa forma, a Gamora de 2014 agora está no futuro, nos dias atuais. Ela reencontra Peter Quill, que tenta cortejá-la, mas ela simplesmente o chuta nos países baixos. Ao final de Ultimato, Gamora desaparece, mas vemos que o Senhor das Estrelas está procurando por ela em sua nave, junto de sua nova tripulação.

O que esperar de Guardiões da Galáxia Vol. 3

Isso praticamente estabelece o que podemos esperar de Guardiões da Galáxia Vol. 3: a busca de Quill pela Gamora desaparecida, perdida tanto em espaço quanto em tempo. Isso quer dizer que teremos uma repetição da relação passivo-agressiva entre o casal que vimos nos primeiros filmes de James Gunn? Parece a opção mais evidente, mas infelizmente soaria muito repetitivo.

É até possível imaginar um cenário de Como se Fosse a Primeira Vez, onde Quill tenta convencer Gamora de suas vidas passadas. Mas, ao mesmo tempo, é problemático por aquela não ser a mesma Gamora por quem se apaixonou e evoluiu junto. E a percepção dessa nova Gamora pode ser diferente, afinal ela sabe de todo o futuro apenas pelas informações que Nebulosa lhe passou, e tem a opção de escolher não seguir esse caminho premeditado por sua versão futura alternativa.

Uma alternativa interessante seria colocar Gamora do lado antagonista, especialmente se a continuação trazer o tão sonhado Adam Warlock. Porém, é algo que também não faria muito sentido considerando que Gamora lutou ao lado dos Vingadores na batalha contra Thanos.

O que a Marvel fará com Gamora é algo que provavelmente só saberemos quando Guardiões da Galáxia Vol. 3 chegar aos cinemas, o que deve ocorrer apenas em 2021 ou 2022.