Spoilers de Vingadores: Ultimato e Homem-Formiga abaixo!

Vingadores: Ultimato encerra não só a Saga do Infinito, mas também um ciclo iniciado há 11 anos atrás com o primeiro filme do MCU, o Homem de Ferro (2008). Por isso, todos os 21 filmes anteriores do MCU são importantes para a trama, já que seus personagens e histórias são referenciados a todo o momento em Vingadores: Ultimato.

Apesar do destaque óbvio para filmes como Vingadores: Guerra Infinita e Capitão América: Guerra Civil, um dos filmes da Marvel que ganhou mais importância com a existência de Vingadores: Ultimato foi o Homem-Formiga (2015).


Neste artigo, vamos discutir a importância do primeiro filme do Homem-Formiga para o Universo Marvel e para Vingadores: Ultimato.

A importância do Homem-Formiga

Antes de Vingadores: Ultimato estrear, os fãs já especulavam que o segundo filme do Homem-Formiga, intitulado Homem-Formiga e a Vespa (2018) seria crucial para o entendimento do novo filme da Marvel, graças as teorias de viagem no tempo e a relação delas com o Reino Quântico. Sim, tudo isso se provou verdade e o segundo filme do Homem-Formiga é muito importante, mas existem argumentos que comprovam que a primeira aventura do herói é ainda mais crucial para o MCU.

É em Homem-Formiga que somos apresentados às Partículas Pym, item importantíssimo para a viagem no tempo de Vingadores: Ultimato. É no mesmo filme que entendemos tudo sobre o conceito dos poderes do Homem-Formiga e de seu traje que encolhe, que é o que permite que ele entre no Reino Quântico depois. O design do traje que os heróis usam em Vingadores: Ultimato é totalmente baseado no traje de Scott Lang em Homem-Formiga, o que mostra mais uma vez a importância do filme dentro da Marvel.

Outro aspecto de Vingadores: Ultimato que aumenta a importância do filme do Homem-Formiga é a viagem de Steve Rogers e Tony Stark aos anos 70 para conseguir mais Partículas Pym. Nessa viagem, os heróis encontram Hank Pym, o Homem-Formiga antes de Lang e Howard Stark, pai de Tony Stark.

Ambos os personagens são mostrados em um flashback na cena de abertura de Homem-Formiga, que revela que os dois não só se conheciam, mas trabalhavam juntos na SHIELD. Portanto, a viagem de Tony e Steve para os anos 70 é muito mais fácil de entender para o espectador que viu o filme do Homem-Formiga, já que ele já viu a relação desses personagens antes e entende qual o papel de cada um deles.

Por mim, Vingadores: Ultimato ainda faz mais uma pequena referência ao filme do Homem-Formiga. Na batalha final contra Thanos, temos o retorno da van de Luis, o amigo de Scott Lang. Com sua buzina bem específica que entoa a canção “La Cucaracha”, essa van foi apresentada no filme do Homem-Formiga, reaparecendo em Vingadores: Ultimato não só como uma piada, mas como parte importante da trama, já que ela é uma das maneiras de entrar no Reino Quântico.

No fim das contas, Vingadores: Ultimato aumenta a importância de diversos filmes da Marvel, mesmo aqueles não tão populares como Thor: O Mundo Sombrio. Mesmo assim, as tramas principais de Vingadores: Ultimato valorizam muito mais o primeiro filme do Homem-Formiga do que qualquer outro filme do MCU, tornando ele uma das obras essenciais para os fãs da Marvel revisitarem daqui pra frente.

Vingadores: Ultimato segue em exibição nos cinemas.