Em uma série tão longa e querida como Friends, nem todos os arcos propostos pelos roteiristas são bem aceitos pelo público.

Na comédia, uma das narrativas mais estranhas foi o relacionamento entre Joey e Rachel, visto por muitos como inadequado e não condizente com as personalidades dos personagens.

Durante toda a série, Joey sempre flertou com Rachel e a personagem de Jennifer Aniston sempre escolheu as melhores maneiras para rejeitar os avanços do amigo.


Mudança brusca

Quando Rachel estava vivendo com Joey pois precisava de um apartamento estável na gravidez, os sentimentos do amigo começaram a crescer. Rachel o rejeitou inicialmente, mas o casal acabou assumindo o romance na temporada final.

Analisando o ritmo na série, o romance entre Rachel e Joey não passa de um instrumento do roteiro.

Ao invés de introduzirem novos personagens na temporada final, os showrunners decidiram juntar dois protagonistas para manterem os arcos entrelaçados.

Não havia nenhum significado profundo por trás da decisão dos roteiristas, eles apenas haviam terminado suas opções para a vida amorosa dos personagens.

Amigos

Ficou claro desde o início do affair que Joey e Rachel combinavam mais como amigos. Eles tinham sim uma ligação especial, mas essa ligação não significa necessariamente amor ou paixão.

Até mesmo parte do elenco concordou com as críticas dos fãs, que chamavam o romance de forçado e desnecessário.

Os roteiristas finalmente escutaram os apelos dos fãs e deixaram o romance morrer.

Rachel ficou com Ross (outra decisão criticada por fãs), e o relacionamento da protagonista com Joey não causou muitas mudanças na dinâmica do grupo de amigos.

Ross ficou com ciúmes de Joey, e assim percebeu que ainda amava Rachel. Essa foi uma saída fácil para os produtores, já que o personagem poderia ter percebido seus sentimentos de qualquer outra forma.