O MonsterVerse finalmente chegou em seu ápice com Godzilla 2: Rei dos Monstros, que mostra o confronto entre o poderoso Godzilla e o temível Rei de três cabeças Ghidorah, contando ainda com Kaijus como Rodan e Mothra no meio desse conflito. Depois de anos desenvolvendo o MonsterVerse em Godzilla (2014) e Kong: Ilha da Caveira (2017), chegou a hora dos gigantes tomarem conta dos cinemas.

Porém, um outro aspecto da narrativa de Godzilla 2: Rei dos Monstros chamou sua atenção. A semelhança do filme com Batman vs Superman: A Origem da Justiça (2016) é gritante e está gerando diversos comentários entre os fãs das duas franquias.

Em um artigo, o CBR discutiu a semelhança entre os dois filmes.


Godzilla, o super titã

Em Batman vs Superman: A Origem da Justiça, o Superman é visto como um Deus pelo povo e como uma ameaça para as autoridades. A destruição que o Superman causa em O Homem de Aço (2013) cria o receio no governo americano de que ele vai se voltar contra a humanidade em algum momento. Algo semelhante acontece com o Godzilla em Godzilla 2: Rei dos Monstros, já que apesar de ser amado pelo povo, o monstro é temido pelo governo por conta da destruição que causou em São Francisco no último filme.

Mark Russell, o cavaleiro relutante

Mark Russell (Kyle Chandler), é em Godzilla 2: O Rei dos Monstros um equivalente a Bruce Wayne em Batman vs Superman. No filme da DC, Bruce Wayne perde muitos funcionários enquanto acompanha de perto a destruição de Metrópolis durante a batalha entre Superman e Zod, o que faz com que ele desenvolva uma obsessão pelo Superman, querendo vingança a qualquer custo. Russell perdeu seu filho durante a batalha de Godzilla (2014), o que faz com que ele fique obcecado pela destruição do monstro.

Porém, assim como Bruce Wayne em Batman vs Superman, Russell troca de lado no fim de Godzilla 2: Rei dos Monstros, passando a ser um aliado do Godzilla quando ele percebe que o monstro não representa a destruição total e sim a salvação.

Mothra, a “Mulher-Maravilha”

Em Batman vs Superman, a Mulher-Maravilha é fundamental para a derrota de Apocalypse. Em Godzilla 2: Rei dos Monstros, Mothra desempenha o mesmo papel. A Rainha dos Monstros tem, assim como a Mulher-Maravilha, uma entrada triunfal no campo de batalha. É ela quem defende o Godzilla dos ataques do Ghidorah, chegando inclusive a se sacrificar no final do filme para que o Rei dos Monstros pudesse derrotar o vilão de uma vez por todas.

Ghidorah, o dragão Apocalypse

O vilão Apocalypse, de Batman vs Superman e Ghidorah, de Godzilla 2: Rei dos Monstros são exatamente o mesmo personagem. Ambos são monstros gigantes que só vivem pela destruição e pela dominação do mundo, ambos derrotam a personagem feminina do filme (Mulher-Maravilha e Mothra) e ambos são máquinas de combate imparáveis que só são derrotados com o esforço conjunto dos heróis.

A batalha

E por último, uma das maiores semelhanças entre Godzilla 2: Rei dos Monstros e Batman vs Superman é a maneira em que a batalha final do filme acontece. Assim como Zack Snyder, que não esperou um filme solo de cada herói para montar a Liga da Justiça preferindo introduzir a maioria dos personagens em um filme só, o diretor Michael Dougherty decide incluir Mothra, Rodan e Ghidorah no mesmo filme, gerando uma grande batalha no terceiro ato.

A decisão pode ser contestável para alguns, mas ela funciona muito melhor em Godzilla 2: Rei dos Monstros, que se propõe a ser um filme de luta entre monstros gigantes e apenas isso, do que em Batman vs Superman, que se vendeu como um embate filosófico de vigilantes e acabou se perdendo em um terceiro ato focado apenas em ação sem sentido.

Godzilla 2: Rei dos Monstros segue em cartaz nos cinemas brasileiros.