A Comic-Con de San Diego foi um evento de grande emoção para os fãs da Marvel. Para os fãs das série Marvel na Netflix, porém, a convenção só trouxe más notícias.

Realizada no último fim de semana, a SDCC marcou o anúncio do calendário completo dos próximos projetos da Marvel, englobando filmes e séries para os próximos 3 anos.

Foi o anúncio de um filme de Blade, protagonizado por Mahershala Ali, que marcou o fim definitivo do Universo da Marvel na Netflix.


Colisão de Universos

A escalação de Mahershala Ali como o caçador de vampiros no filme de Blade provou, de uma vez por todas, que as séries da Marvel na Netflix não têm chances de retorno.

Isso porque Ali já interpretou outro personagem em Luke Cage.

Na primeira temporada de Luke Cage, Mahershala Ali viveu o mafioso Cornell ‘Cottonmouth’ Stokes, recebendo aclamação por sua rápida performance. Com a súbita despedida do personagem, a série sofreu para encontrar o ritmo.

No ano passado, a Netflix decidiu cancelar todas as séries da Marvel. Após o fim esperado de Punho de Ferro, a plataforma cancelou Demolidor, Luke Cage, O Justiceiro e Jessica Jones, em uma estratégia que provocou a ira dos fãs.

Assim que as séries foram canceladas, fãs começaram a torcer por uma possível segunda chance em outro serviço de streaming, o vindouro Disney+.

O salvamento das séries já era difícil, pois a Netflix conta com um contrato que impede a utilização dos personagens por anos após o fim das produções na plataforma.

O anúncio de Mahershala Ali como Blade, no entanto, foi o último prego no caixão do Universo Marvel da Netflix.

O MCU e a Netflix

Não seria a primeira vez que um ator interpretaria dois personagens diferentes nos filmes do MCU e séries da Marvel na Netflix.

Alfre Woodard apareceu como uma mãe em luto em Capitão América: Guerra Civil, além de viver Mariah Dillard em Luke Cage, o que sugere a ausência de ligação entre estes dois universos.

As séries e filmes subsequentes não fizeram nada para mudar esse fato. Os filmes do MCU ignoraram completamente as séries da Netflix, a escalação de Ali apenas evidencia esse fato.

Cottonmouth não foi um figurante, mas um grande vilão cuja performance foi extremamente elogiada.

Ao ignorar esse fato e escalar o ator como outro personagem, a Marvel mostra o quão importante considera as séries da Netflix para o cânone do MCU.