Orange is the New Black conta com cenas quentes, personagens cativantes e romances inesquecíveis.

A química entre o elenco é tão grande, que algumas atrizes transportaram os relacionamentos das telas para a vida real.

Confira abaixo as atrizes e integrantes da equipe de produção de Orange is the New Black que namoram na vida real!


Samira Wiley e Lauren Morelli

Samira Wiley e Lauren Morelli se casaram em 2017, o primeiro casal de Orange is the New Black a oficializar a união.

Morelli é uma das roteiristas da série, e Wiley interpretou Poussey Washington até a quarta temporada.

A roteirista já era casada há dois anos com um homem quando conheceu Samira Wiley. Logo depois, ela se divorciou para começar a namorar a atriz.

Segundo uma entrevista de Wiley para a revista Out, foi Morelli quem fez o pedido.

“Ela sentou ao meu lado, depois nos levantamos e começamos a dançar. Ela tirou um anel do bolso e fez o pedido”, afirmou a atriz.

Pouco depois, o casal oficializou a união em uma cerimônia em Palm Springs, contando com grande parte do elenco de Orange is the New Black como convidadas.

Samira Wiley e Lauren Morelli passaram a lua de mel na Itália e estão juntas até hoje.

Atualmente, Wiley interpreta Moira em The Handmaid’s Tale.

Emily Tarver e Vicci Martinez

Wiley e Morelli não foram o único casal que se conheceu no set de Orange is the New Black!

Em junho do ano passado, Emily Tarver e Vicci Martinez assumiram o namoro com um tocante post no Instagram.

Em Orange is The New Black, Tarver e Martinez interpretam respectivamente a Oficial McCullough e Daddy.

As atrizes estão juntas até hoje, e além de contracenarem na série, cantam juntas em uma banda.

Piper Kerman e Catherine Cleary Wolters

Piper e Catherine não se conheceram em Orange is the New Black, mas provavelmente a série não existiria sem o relacionamento das duas.

Kerman e Wolters são as mulheres reais que serviram de inspiração para as personagens Piper Chapman e Alex Vause.

Nos anos 90, Piper iniciou seu relacionamento com Wolters, que na época trabalhava como traficante de heroína para um grande cartel. Com o tempo, Kerman começou a administrar esquemas de lavagem de dinheiro para a organização criminosa.

Em 1998, a Piper da vida real foi condenada pelo crime de lavagem de dinheiro, e cumpriu 13 meses na cadeia entre 2004 e 2005.

Após sair da cadeia, ela escreveu o livro Orange is the New Black: My Year in a Woman’s Prison, que deu origem à série da Netflix.

Wolters afirmou em entrevista à revista Variety, que seu relacionamento com Kerman foi bem diferente do que o mostrado na série. Segundo a ex-detenta, o casal nunca fez sexo na cadeia, e a relação era bem mais contida.

Mesmo assim, Wolters afirmou ter gostado de assistir a versão ficcional de sua história.

Piper Kerman e Catherine Cleary Wolters não estão mais juntas na vida real.

A sexta e última temporada de Orange is the New Black já está disponível na Netflix.