A Marvel Studios havia ganhado a San Diego Comic-Con após o painel da Fase 4. Literalmente, os anúncios de Viúva Negra, Eternos, Shang-Chi and the Legend of the Ten Rings, Doctor Strange in the Multiverse Madness, Thor: Love and Thunder e todas as séries do Disney+ foram mais do que o suficiente para estourar as cabeças dos fãs. Mas havia ainda uma última surpresa para encerrar o evento com chave de ouro, e talvez tenha sido a melhor delas. 

No encerramento do evento, Kevin Feige surpreendeu ao chamar o premiado Mahershala Ali para o palco. O ator oscarizado por Moonlight e Green Book então botou um boné preto com o logotipo do novo herói do MCU: Blade, o Caçador de Vampiros! É isso mesmo, o anti-herói eternizado por Wesley Snipes ganhará um reboot com aquele que certamente é um dos atores mais requisitados e aclamados da atualidade. Ninguém esperava um novo Blade, até porque havia rumores de a Hulu produzir uma série baseada no personagem. Parece que Feige falou mais alto.

É poético que Blade seja anunciado no final do painel, afinal, o personagem foi o primeiro lançamento da Marvel nos cinemas após a compra de Avi Arad. Era o recomeço da Marvel, iniciado em 1998 com o primeiro filme estrelado por Wesley Snipes, que gerou uma excelente continuação e um terceiro filme decepcionante. Durante entrevista na própria Comic-Con, Mahershala Ali revelou que logo após sua vitória no Oscar por Green Book: O Guia, ele telefonou para Kevin Feige e pediu para interpretar Blade nos cinemas, o que demonstra uma iniciativa fabulosa por parte do ator – que já havia participado do universo da Marvel na série Luke Cage, quando viveu o vilão Boca de Algodão na primeira temporada da produção cancelada da Netflix.


Abrace o sangue

Mas há uma grande preocupação em torno de Blade no MCU, e que os fãs desde já começam a sonhar: a classificação indicativa. Todos os lançamentos do MCU, sem exceção, almejam pela tradicional  classificação do PG-13, algo que seria um tanto impróprio para um personagem tão sombrio e sangrento quanto Blade. Os três filmes protagonizados por Snipes tiveram a classificação para maiores, com Guillermo Del Toro em especial fazendo maravilhas com os rios de sangue e mutilação no segundo filme, mas acho bem improvável que a Marvel realmente abrace todo o potencial adulto e violento de um reboot de Blade.

Havia antecipação para que o próprio filme da Viúva Negra garantisse uma classificação indicativa para maiores, afinal seria uma história mais isolada, produzida com um orçamento menor. Mas não foi nada disso, e o filme de Scarlett Johansson seguirá a mesma cartilha de filmes para 13 anos. Essa tática da classificação R deu muito certo para filmes como Deadpool e Logan, que realmente souberam como aproveitar a violência e os temas mais adultos, e realmente torcemos para que o novo Blade tenha essa classificação; é um personagem que, por sua própria essência mais ligada ao terror e o sangue, se beneficiaria de um trabalho mais sombrio (sem muitas piadinhas) e que o diferenciasse de um Anjos da Noite da vida.

Vale atestar também que o reboot de Blade chega apenas na Fase 5 do estúdio, então ainda há muito tempo no relógio para que Kevin Feige considere bem essa ideia. Com o anúncio do ator já aconteceu, não duvido que ele apareça em alguma obra anterior do estúdio – com Doutor Estranho 2 sendo um terror, nada mais apropriado.

Mas de qualquer forma, estamos felizes por Blade estar de volta.