No MCU, a maior figura paterna do Homem-Aranha foi o Homem de Ferro. Foi Tony Stark quem ensinou Peter Parker a ser um herói e o introduziu os Vingadores, o que significa que a morte do bilionário vai afetar o jovem Parker para sempre. Homem-Aranha: Longe de Casa, filme que se passa logo após a morte de Tony Stark, discute bastante o legado dessa relação e as consequências da morte do Homem de Ferro.

Em um artigo, o CinemaBlend falou sobre como Homem-Aranha: Longe de Casa lida com a morte de Tony Stark.

Tony e Peter

Tony Stark e Peter Parker se conhecem em Capitão América: Guerra Civil, quando o Homem de Ferro recruta o jovem Homem-Aranha para ajudá-lo na questão do Acordo de Sokovia e no conflito contra o Capitão América. A relação dos dois se aprofunda em Homem-Aranha: De Volta ao Lar, onde Tony começa a ver o rapaz como uma espécie de filho, se preocupando de verdade com seu bem estar.


Em Vingadores: Guerra Infinita, o Homem de Ferro parece confiar mais nas habilidades do Homem-Aranha, chegando inclusive a aceitar a ajuda do rapaz contra Thanos.

Guerra Infinita e Ultimato

Mesmo contra a vontade de Tony Stark – inicialmente – o Homem-Aranha acaba se envolvendo no conflito contra Thanos. Sua primeira participação nesse sentido em Vingadores: Guerra Infinita acontece quando o jovem herói ajuda o Homem de Ferro no resgate do Doutor Estranho. Infelizmente, mesmo depois de provar seu valor para Tony Stark, Peter Parker acaba morto pela Dizimação – algo que era de certa forma inevitável.

Como Vingadores: Ultimato mudou tudo

Depois da morte do Homem-Aranha, Tony Stark decide se dedicar à sua família, se tornando um bom marido para Pepper e um bom pai para Morgan. É claro que seus dias de aposentadoria não duram muito tempo. Quando Tony descobre que existe uma chance de reverter a Dizimação de Thanos, é a lembrança de Peter Parker – por meio de uma foto – que faz com que ele volte a ser um herói.

No fim, as lições que Tony ensinou para Peter fazem com que ele se mantenha um herói mesmo depois de toda a decepção e sofrimento. É o legado do sacrifício de Tony Stark que Peter carrega em Homem-Aranha: Longe de Casa, filme em que ele se questiona em seu papel como um dos Vingadores.

Longe de Casa e a morte de Tony Stark

Em Homem-Aranha: Longe de Casa, Peter Parker finalmente descobre o que é ser um herói e o que significa fazer parte dos Vingadores. Mais interessado em viver sua vida normal de adolescente ao lado de MJ do que em ser o Homem-Aranha, Peter é puxado de volta para sua vida de super-herói graças ao legado de Tony Stark, que o ensinou que “com grandes poderes, vem grandes responsabilidades”.

No fim, Homem-Aranha: Longe de Casa encerra muito bem o arco de Peter Parker e Tony Stark no MCU, abrindo o caminho para que o jovem herói se torne o centro do MCU a partir de agora – principalmente com o perigo da sua identidade revelada, que vai obrigá-lo a ser responsável e perspicaz como nunca foi antes.

Homem-Aranha: Longe de Casa está em exibição nos cinemas.