O Rei Leão é um dos maiores clássicos animados da Disney, e também um daqueles filmes que estouraram em análises de “elementos ocultos” na aurora dos fóruns da internet. Sim, estamos falando da nuvem em forma de “sexo”.

Para quem não conhece, a polêmica envolve uma cena na animação original de 1994 onde Simba, Timão e Pumba estão deitados na grama, observando o céu em uma noite estrelada. Em um dos planos, vemos uma concentração de nuvens que parece formar a palavra SEX, de forma não muito nítida, mas que se com o olhar concentrado, é possível encontrar as letras.

Na realidade, não exatamente assim. De acordo com o animador Tim Sito, a brincadeira nas nuvens era para ser um easter egg de SFX, em menção ao departamento de animação do filme. Mas, claro, um F se torna um E quase instantaneamente.


A mudança

Na época, havia o debate sobre as pessoas que enxergavam SEX e SFX nas nuvens animadas, e a Disney inclusive teve que se pronunciar publicamente sobre a questão – já que casos similares de “mensagens ocultas” com teor sexual foram encontradas também em A Pequena Sereia e Aladdin.

A Disney resolveu isso em 2002, com o relançamento para IMAX e a edição especial Platinum em DVD. A empresa simplesmente removeu as letras, criando uma poeira cósmica abstrata.

Será que veremos essa “polêmica” no remake de Jon Favreau para O Rei Leão? Certamente seria uma piada interna bem sacada.

O Rei Leão chega aos cinemas brasileiros nesta quinta-feira (180.