Após uma conclusão divisiva e controversa, Game of Thrones ganhou um grande painel na San Diego Comic-Con, onde parte do elenco esteve presente para falar sobre a série da HBO. Não apenas sobre o final, mas sobre o legado da produção épica como um todo.

Estiveram presentes Maisie Williams (Arya Stark), Nikolaj Coster Waldau (Jaime Lannister), Isaac Hempstead Wright (Bran Stark), Liam Cunningham (Sor Davos), Jacob Anderson (Verme Cinzento) e Conleth Hill (Varys).

Vale apontar que os showrunners D.B. Weiss e David Benioff, o diretor Miguel Sapochnik e os atores Iain Glen (Sor Jorah Mormont) e Nathalie Emmanuel (Missandei) tiveram que cancelar a participação no evento de última hora.


Nikolaj Coster-Waldau defende o final

Claro que o final seria o grande tema para discussão, e Nikolaj Coster Waldau foi o primeiro a falar sobre ele.

“Eu achei um ótimo final. Eu acho que foi perfeito que Jaime acabasse nos braços de sua irmã, eu acho que faz sentido para esse personagem. Para mim também”, disse Waldau, que logo foi contestado com gritos da plateia, discordando.

“Bem, essa é só minha opinião. Mas eu acho que, para mim, a cena com Gwendoline Christie, Brienne. Quando ela preenche o livro no final, isso mostra que ela compreendeu o Jaime como um todo. Eu achei uma cena linda”, reforça o intérprete de Jaime Lannister.

Waldau ainda disse que “não importa se você amou ou odiou o final, não fique xingando ninguém”.

Arya, um lobo solitário

Maisie Williams, sempre divertida, falou bastante sobre o arco de Arya Stark. Ela se orgulhou do fato de ter matado o Rei da Noite, reforçando que “não precisou da ajuda de Jon Snow”, mas confere créditos a Melisandre – que apareceu na hora H para ajudar os exércitos do Norte a enfrentar os Caminhantes Brancos.

Ela ainda acabou com qualquer suposição de que Arya e Gendry Baratheon teriam ficado juntos após os eventos do final, definindo sua personagem como “um lobo solitário. Não acho que estar com um parceiro é algo que faria ela se sentir em casa. Então talvez eles [Arya e Gendry] acabem se encontrando algum dia em um casamento de um amigo, ou coisa assim”, sugere a atriz.

“Eu acho que ela está se divertindo muito. Algo como Dora, a Aventureira, mas sem o Bob”, garante a atriz, falando sobre o desfecho que coloca Arya para explorar as terras misteriosas além de Westeros.

O reinado de Bran

E será que Bran Stark, o Quebrado, será um bom rei?

O astro Isaac Hempstead Wright disse que o reinado do jovem durará “milhares e milhares do ano”, mas também foi um tanto irônico ao sugerir que “Westeros se tornou um estado de vigilância, com Bran de olho em tudo o que todos estão fazendo”. Parece que George Orwell não aprovaria esse tipo de reinado.

Revelações sobre Verme Cinzento

“Eu acho que o Verme Cinzento vai começar sua própria sociedade. Alguma coisa do tipo, Wakanda. Em outra parte do mundo. Algumas pessoas me falam que ele morre envenenado por borboletas. Mas eu acho que ele vai manter sua promessa a Missandei. Ele deve estar sentado na praia tomando piña coladas, protegendo outras pessoas”, diz Anderson.

O ator também foi estranhamente específico sobre a genitália do Verme Cinzento, que faz parte de um exército de eunucos. “Vou falar isso só uma vez: Pênis. Sem bolas”, revela.

Campanha de ódio

Conleth Hill, o Varys, falou sobre a petição iniciada sobre insatisfação pela morte de seu personagem na temporada final, mas também apontou o dedo para a mídia sobre a quantidade de ódio na internet após o desfecho da série.

“Eu não me arrependo de começar a petição. Você olha para a quantidade de pessoas que estão lá e estamos aqui para agradecer a vocês por terem nos assistido durante todos esses anos. E acho que essa é a realidade, não uma campanha de ódio liderada pela mídia”, dispara o ator.

Estranhamente, em momento algum o elenco falou sobre as impressionantes 32 indicações que Game of Thrones recebeu no Emmy.

Todas as temporadas de Game of Thrones estão disponíveis na HBO GO.