Na última terça-feira, 20, o mundo foi pego de surpresa com a notícia de que o Homem-Aranha está fora do MCU. Depois de muitas negociações, a Disney e a Sony romperam sua parceria, que permitia que o personagem – cujos direitos pertencem à Sony – pudesse participar livremente dos filmes da Marvel.

Afinal, porquê este acordo chegou ao fim? Quais são os termos que a Marvel e a Sony discordaram? Ainda há esperança de ver o Homem-Aranha no MCU novamente? Vamos explicar tudo para você.

O acordo entre a Disney e a Sony

Vamos começar explicando o acordo que havia sido feito. A Sony possui os direitos dos filmes do Homem-Aranha, ou seja, somente a Sony pode produzir filmes solo do personagem nos cinemas. Como a franquia estava “adormecida”, a Disney/Marvel decidiu fazer uma proposta para a Sony em 2015.


Em um acordo, os dois estúdios decidiram que o Homem-Aranha participaria dos filmes do MCU, mas suas aventuras solo continuariam sendo produzidas pela Sony, que até contaria com a participação da equipe criativa da Marvel, mas que ainda manteria os lucros para si. Com isso, a Marvel ganharia apenas 5% da bilheteria de estreia dos filmes solo do personagem, juntamente com o lucro de merchandising.

Esse acordo funcionava para ambos, já que ele permitia que o Homem-Aranha, que é o herói mais popular da Marvel, fosse utilizado no MCU, e dava para a Sony uma franquia extremamente lucrativa para chamar de sua. Porém, o sucesso de Homem-Aranha: Longe de Casa, maior bilheteria da história da Sony, mudou os termos de negociação.

Para renovar o contrato, Kevin Feige, o chefe do Marvel Studios, exigiu que a Marvel passasse a obter 50% do lucro dos filmes solo do Homem-Aranha, o que certamente não agradou a Sony, que não quer perder a arrecadação total de sua franquia mais lucrativa.

Com isso, até segunda ordem, o acordo foi rompido e o Homem-Aranha está fora do MCU. Os dois filmes que a Sony planejava com Tom Holland como o Homem-Aranha estão sem definição e a participação do Homem-Aranha na Fase 4 do MCU está cancelada. Mas será que esse impasse será mesmo definitivo? Ou a Disney ainda tem uma carta na manga?

A Disney está manipulando seus fãs

No fim das contas, esse impasse provisório é uma maneira da Disney manipular seus fãs contra a Sony. Ao divulgar essa informação para a imprensa, por meio do jornal Deadline, a Disney mobiliza seus fãs e os coloca para fazerem pressão contra a Sony, exigindo que o estúdio ceda e chegue à um acordo com a Marvel para que o Homem-Aranha retorne ao MCU.

Portanto, não espere que essa situação seja definitiva. É bem provável que a Marvel e a Sony voltem a negociar e que um novo acordo seja feito nas próximas semanas. A pressão dos fãs nos próximos dias será determinante para que a Sony entenda que a presença do Homem-Aranha no MCU é indispensável para o futuro da franquia.

A Disney e a Marvel sabem jogar o jogo e estão jogando muito bem.

Você viu que o elenco de Quarteto Fantástico foi divulgado para uma nova série da Marvel? E que a Marvel tirou sarro de George RR Martin, autor de Game of Thrones? Será mesmo que Loki fará a Jane Foster virar Thor? Descubra TUDO o que sabemos sobre as séries da Disney+ e muito mais no Observatório de Séries. Confira também as 10 personagens da Marvel confirmadas no MCU e o elenco brasileiro de Vingadores!

Além disso, o roteirista do filme Mortal Kombat revelou que vai ligar o “modo Avengers” no filme, que deve ter um “tom parecido com Deadpool”. Confira o gameplay de Marvel Ultimate Alliance 3, que trará Thanos e a Ordem Negra de volta, e, se o Quarteto Fantástico e Namor não chegaram no MCU, eles chegaram no Marvel Strike Force! Tudo isso você fica sabendo no Observatório de Games!

Homem-Aranha: Longe de Casa segue em exibição nos cinemas.