Embora ainda não tenha sido confirmada oficialmente, a introdução de Namor é uma das mais esperadas das novas fases da Marvel. A chegada do Príncipe Submarino no MCU pode acontecer de diversas maneiras, mas tudo indica que a estreia vai acontecer em Pantera Negra 2.

Com Killmonger, Pantera Negra apresentou, desenvolveu e matou um dos vilões mais icônicos do MCU. Para a continuação do filme, Wakanda precisa de um antagonista ainda mais impressionante, e ninguém melhor que Namor para assumir o posto.

Uma História de Dois Reis

O Rei de Wakanda batendo de frente com o Rei de Atlantis? Com certeza seria uma batalha memorável. Embora não haja um precedente real nos cinemas para um conflito entre os personagens, a possibilidades dos monarcas guerreando no MCU é no mínimo excitante.


Nas HQs, a história é bem diferente. Namor é um dos grandes inimigos do Pantera Negra, e já fez esforços incríveis para destruir o herói e Wakanda. De acordos com o Doutor Destino à real destruição da nação, o personagem foi uma das maiores dores de cabeça de T’Challa nos quadrinhos.

Um personagem complexo

Um dos aspectos mais interessantes de Erik Killmonger era a sua complexidade. Ele certamente cometeu alguns atos terríveis, e mesmo assim conseguiu a empatia do público por suas motivações. No final, até mesmo T’Challa reconheceu o mérito das ideias de seu falecido primo.

Namor é semelhante a Killmonger nesse sentido. Sua motivação primária pode ser entendida e aceita pelo público. Ele luta pela segurança do povo de Atlantis. Todo mundo sabe que os humanos não se importam com o bem dos oceanos, e quem sofre com isso é exatamente a população submarina.

Após ver seu povo sofrendo, Namor não tem escolha a não ser retaliar. E são os métodos de retaliação do personagem que o tornam tão perigoso.

Bem conservado

Namor é bem mais velho que a maioria dos personagens do MCU. Como um híbrido de humano e atlante, o personagem consegue viver bem mais do que heróis comuns. Nas HQs, ele chegou a lutar ao lado dos Aliados na Segunda Guerra Mundial.

A utilização do personagem pode trazer flashbacks e histórias ambientada em outros períodos da história. Namor é velho o suficiente para ter conhecido e se encontrado com o avô e com o pai de T’Challa, o que pode expandir ainda mais os mitos de Wakanda.

Complexidade necessária

Algo que a Marvel tem nas HQs e na TV e faz falta no MCU são personagens ambíguos. Nos filmes, a maioria dos personagens podem ser classificados como “vilões” ou “heróis”, sobrando pouco espaço para um meio-termo.

Namor não é inteiramente maligno, mas seus métodos são questionáveis. De certa forma, ele se parece com Frank Castle. Os Vingadores entendem suas motivações, mas não concordam com os métodos utilizados.

A diferença é que o Justiceiro é um humano, e uma das encarnações mais recentes de Namor era tão poderosa que conseguiu derrotar um time inteiro dos Vingadores. Sua força o permite enfrentar Thor em pé de igualdade, e resistir aos raios cósmicos da Capitã Marvel. O último personagem que conseguiu fazer isso no MCU foi Thanos.

Outras possibilidades

Nas HQs, Namor é por vezes referido como “o primeiro mutante da Marvel”. A aparição do personagem pode abrir as portas para a chegada dos X-Men, já que o aspecto do Gene X na história da Feiticeira Escarlate e Mercúrio foi eliminado.

Além disso, o personagem já teve interações icônicas com o Quarteto Fantástico e Doutor Destino. A maneira mais fácil da Marvel transformar Namor de vilão para anti-herói é compará-lo com o Doutor Destino, que pode ameaçar tanto os humanos quantos os atlantes.

Pantera Negra 2 estreia em 22 de maio de 2022.