É inegável que Pennywise é um dos maiores vilões da atualidade. O Palhaço Dançarino, que fez muito sucesso em It: A Coisa (2017) retornou em It: Capítulo 2 para assombar a cidade de Derry, Maine. Mesmo assim, é justo dizer que ele não é o elemento mais assustador da obra original de Stephen King.

Para muitos, a coisa mais assustadora da franquia It é a própria cidade de Derry, que nunca teve toda a sua mitologia explorada nem em It: A Coisa e nem em It: Capítulo 2.

Em um artigo, o CBR falou sobre o elemento mais assustador do livro de Stephen King que ficou fora de It: Capítulo 2.


Se você morasse lá, já teria ido embora

Tanto em It: A Coisa quanto em It: Capítulo 2, tivemos diversas demonstrações de como Derry é uma cidade com uma população hostil – o ataque homofóbico a Adrian Mellon é um exemplo disso.

Mesmo assim, não são apenas um ou outro cidadão de Derry que tornam a cidade um lugar péssimo para se viver. Mike Hanlon argumenta que a cada 27 anos, uma tragédia toma conta de Derry, e nem sempre está tragédia está relacionada à Pennywise.

Apesar de It: Capítulo 2 ter omitido muita coisa da história de Derry, o livro de Stephen King dá mais detalhes sobre o quão macabra a cidade é. Em uma ocasião um bar chamado The Black Spot – que é citado no filme – frequentado por afro-americanos, foi queimado com pessoas dentro no ano de 1930. Além disso, na mesma época, um grupo de bandidos chamado The Bradley Gang costumava cometer diversos assaltos na cidade.

Portanto, a cada vez que prestamos mais atenção na história de Derry, podemos perceber mais casos de abuso, preconceito, ódio e intolerância que vão muito além da ameaça que Pennywise representa.

O Palhaço

A razão pela qual Pennywise sempre ataca a cidade de Derry nunca foi totalmente explicada, mas algumas hipóteses são bem plausíveis.

No livro de Stephen King, é levantando um questionamento sobre a influência negativa de Pennywise em Derry. Será que o palhaço ataca Derry porque a cidade tem uma energia negativa natural? Ou a cidade tem essa energia por conta da influência de Pennywise? Para Mike, as duas hipóteses são verdadeiras.

Terror casual

A verdade é que It: A Coisa e It: Capítulo 2 falharam em explorar o terror humano de Derry – seja por falta de tempo de tela ou escolha narrativa. Personagens como Patrick Hockstetter, um garoto que sufoca seu próprio irmão no berço e mutila animais por diversão, foram totalmente excluídos de It: Capítulo 2.

No livro escrito por Stephen King, fica claro que a cidade tem uma história extremamente negativa, e que seus habitantes compartilham laços de ódio que são tão macabros quanto os ataques do próprio Pennywise. No fim das contas, ódio gera ódio, e Derry é tão terrível quanto o vilão que a assombra.

It: Capítulo 2 está em exibição nos cinemas.