Se preparando para sua entrada no cada vez mais concorrido mercado das plataformas de streaming, o Disney+ tem um desafio e tanto pela frente: enfrentar titãs da internet como a Netflix.

Mesmo com preços mais acessíveis e um catálogo invejável, o novo empreendimento da Disney deve enfrentar um problema ainda mais complicado.

Segundo uma pesquisa recente publicada por uma instituição de análises financeiras, a maioria dos assinantes da Netflix não tem interesse em assinar o Disney+ ou qualquer outro serviço de streaming.


Dessa forma, a lealdade do consumidor se configura cada vez mais como o maior desafio do Disney+.

Oferta, demanda e estratégias

A Disney vem investindo bilhões para criar um serviço de streaming acessível que se consolide como uma alternativa viável à Netflix. Da compra da Fox à produção de diversas séries e filmes originais e exclusivos, a empresa não mede esforços para rivalizar com a líder do mercado.

Além disso, o Disney+ será mais barato que a Netflix, com um custo mensal a partir de U$ 6.99, menor que os U$ 8.99 da concorrente.

O problema é que o Disney+ chegou em um momento complicado, com o mercado dos streamings se expandindo cada vez mais. No próximo ano, a HBO, NBC e Apple já confirmaram que vão lançar plataformas de conteúdo original, o que tende a aumentar a concorrência e a necessidade de inovação.

O Disney+ tem mais chance de se estabelecer como adversário à altura da Amazon e Netflix pois já conta com várias marcas registradas, como a Marvel, Star Wars, Pixar, National Geographic e os icônicos filmes originais da companhia.

Lealdade

Relizada pela Piper Jaffray e publicada pelo Market Analista, a pesquisa citada anteriormente comprova que os assinantes da Netflix ainda são fiéis ao serviço de streaming.

75% dos entrevistados afirmaram que não têm interesse em assinar o Disney+ ou a Apple TV+ (ambos serão lançados em novembro), mesmo com preços mensais menores.

A pesquisa também sugeriu que os consumidores consideram que já existem muitos serviços de streaming no mercado, e que não estão animados com a ideia de terem que pagar mais por plataformas diferentes.

O que vai acontecer?

A lealdade dos assinantes da Netflix não significa necessariamente que o Disney+ terá dificuldade em encontrar consumidores logo após seu lançamento, e isso inclui aqueles que já assinam a Netflix.

A possibilidade de pessoas assinarem o Disney+ apenas por seu conteúdo original é bem grande, já que a plataforma vai inovar trazendo o universo de Star Wars para a TV. Isso sem contar com as séries da Marvel, que serão integralmente ligadas aos filmes do MCU.

A pesquisa realizada traz informações mais prejudiciais à Apple TV+ do que ao Disney+. A nova plataforma da Apple vem divulgando agressivamente seu conteúdo original (que inclui uma série de terror de M. Night Shyamalan e um drama pós-apocalíptico protagonizado por Jason Momoa) e pretende aumentar ainda mais a publicidade até o lançamento do serviço de streaming em 1º de novembro.

O Disney+ ainda não tem data específica para chegar ao Brasil, mas espera-se que a plataforma seja lançada em terras nacionais em 2020.