Malévola: Dona do Mal está em cartaz nos cinemas, e vem dividindo a opinião do público e dos críticos. Embora o filme esteja sendo elogiado por aspectos importantes e ousados, o projeto também prova que a Disney não aprendeu muito com o lançamento de seus últimos remakes.

O filme de Angelina Jolie pode ser um sucesso de bilheterias como o primeiro, porém com certeza poderia melhorar em algumas partes.

O site Cinema Blend listou as lições que a Disney pode aprender com o lançamento de Malévola 2; confira abaixo!


Remake ou reboot?

Uma das maiores razões do sucesso de Malévola e Malévola 2 é o fato dos filmes não serem essencialmente remakes de A Bela Adormecida.

Embora utilizem sequências inspiradas na animação e reimaginem os personagens do clássico, Malévola apresenta uma perspectiva completamente diferente. A história não é de Aurora, e sim da vilã do filme original.

A estrategia poderia dar certo em outros remakes da Disney, que seriam considerados mais interessante se decidissem explorar as personalidades e perspectivas de personagens menos conhecidos.

Mudança de perspectiva

Em Malévola 2, a personagem de Angelina Jolie prova mais uma vez que não é exatamente a sinistra vilã que todos esperavam, e que até mesmo suas atitudes mais drásticas são causadas por fatores externos.

A estrategia conseguiu transformar uma personagem cujo próprio nome é sinônimo de maldade em uma protagonista simpática, pela qual o público pode criar rapidamente empatia.

Com muitas vilãs icônicas em seus filmes animados, a Disney tem agora a possibilidade de transformar a história de outras dessas mulheres em tramas tridimensionais e interessante.

Cruella, com Emma Stone no papel da vilã de 101 Dálmatas já está sendo produzido.

Risco e ousadia

Com Malévola, a Disney se arriscou ao produzir um filme solo de uma vilão. Para muitos críticos, foi isso que faltou em outros remakes, como Cinderella, A Bela e a Fera e O Rei Leão.

Os últimos remakes citados preferiram basicamente repetir a história do filme original, especialmente O Rei Leão, trazendo pouco ou nada de diferente para a trama. Malévola modificou completamente a maneira como o público encara a história da Bela Adormecida e as próprias características da vilã.

Em Malévola: Dona do Mal, o risco é ainda maior. O filme não adapta nenhuma história já conhecida da Disney, trazendo às telas pela primeira vez uma história completamente original da personagem.

Malévola: Dona do Mal está em cartaz nos cinemas.