Chegou a hora da Warner Bros. admitir que a franquia Animais Fantásticos falhou e que o melhor caminho para manter o universo Harry Potter vivo é um reboot.

Sim, Animais Fantásticos 3 vai acontecer – o filme vai se passar no Brasil – mas a franquia derivada no geral não tem sido tão bem-sucedida quanto a Warner esperava inicialmente.

Depois do sucesso estrondoso dos livros e dos filmes de Harry Potter, que lucraram US$ 7,7 bilhões em bilheteria mundialmente, a Warner decidiu continuar explorando sua “galinha dos ovos de ouro” e de certa forma, o estúdio até obteve sucesso em um primeiro momento.


Animais Fantásticos e Onde Habitam (2016), que se passa anos antes dos eventos de Harry Potter, foi um sucesso de bilheteria, conquistando US$ 814 milhões mundialmente e deixando os fãs empolgados.

Porém, a sequência, Animais Fantásticos e os Crimes de Grindewald (2018), começou a mostrar problemas graves na franquia, que estão aos poucos deixando os fãs desinteressados.

Em um artigo, o ScreenRant explicou os motivos pelos quais Harry Potter deveria ganhar um reboot.

Animais Fantásticos 2 foi uma decepção para os fãs e para a Warner Bros.

Animais Fantásticos e os Crimes de Grindewald conseguiu decepcionar todo mundo. No RottenTomatoes, a crítica avaliou o filme com apenas 37% de aprovação, e os fãs responderam também na bilheteria, já que esse foi o longa menos lucrativo do universo Harry Potter, conquistando US$ 653,8 milhões mundialmente.

O motivo? Animais Fantásticos 2 tem uma trama confusa, sem “mágica” e basicamente esquecível. A polêmica em torno de Johnny Depp, que foi acusado de agressão por Amber Heard, que foi mantido no filme mesmo com o protesto de parte dos fãs também ajudou no fracasso do filme.

Sim, mais de US$ 600 milhões mundialmente não é exatamente um fracasso, mas a franquia Harry Potter pode e deve fazer melhor. Se o filme não agradou os fãs e nem a crítica, algo está errado, não é mesmo?

A Warner precisava do sucesso de Animais Fantásticos

Com o fracasso do DCEU, a Warner precisava mais do que nunca do sucesso de Harry Potter. Agora, depois de Animais Fantásticos 2, a franquia que era a mais segura do estúdio se tornou uma franquia “de risco”, o que é um grande problema.

A Warner investiu muito em Harry Potter, criando parques temáticos e todo o tipo de ação de marketing em torno disso.

Infelizmente para o estúdio, a tentativa de cativar o público com uma nova aventura criativa no universo de Harry Potter deu errado – pelo menos nos moldes de Animais Fantásticos.

É por isso que a Warner precisa procurar alternativas para continuar explorando a franquia Harry Potter, porque só assim ela vai conseguir rivalizar com a Disney e com a Marvel.

Como pode ser feito o reboot de Harry Potter

Harry Potter é uma série de filmes icônica e bem-sucedida que de fato não necessita ser mudada, mas em Hollywood isso não significa nada.

O Senhor dos Anéis vai ganhar uma série de TV na Amazon, e o streaming também parece um caminho interessante para o futuro de Harry Potter pós-Animais Fantásticos.

Apesar da qualidade dos filmes de Harry Potter, é inegável o fato de que eles cortaram diversas tramas e momentos importantes dos livros. O formato de série de TV seria perfeito para adaptar um reboot de Harry Potter, justamente porque esses cortes não seriam mais necessários.

Imagine uma série de Harry Potter que conta a história dos livros, mas faz também flashbacks pontuais e adicionais mostrando outros eventos, como a juventude dos pais de Harry Potter. Com certeza, seria uma produção muito mais intrigante do que Animais Fantásticos tem sido.

É possível que a Warner ainda coloque Animais Fantásticos nos trilhos, mas caso ela não consiga, o caminho é voltar a investir em Harry, Rony e Hermione.

Animais Fantásticos 3 tem lançamento previsto para 11 de novembro de 2021.