Ninguém pode negar que a Marvel foi essencial para a consolidação dos filmes de super-heróis como o estilo mais popular no cinema da atualidade. Porém, segundo uma matéria publicada pelo site Screen Rant, os filmes do MCU estão começando a prejudicar o gênero.

Grandes diretores de cinema já criticaram os longas da Marvel, e o site Screen Rant apresentou alguns pontos que ajudam a explicar como o MCU está modificando o gênero e prejudicando partes importantes.

Confira abaixo os principais pontos apresentados pelo Screen Rant.


Poder e responsabilidade

Segundo o Screen Rant, o principal problema dos filmes do MCU é o poder quase infinito da Marvel Studios, tanto no cinema quanto na TV. Em março de 2019, a Disney completou a aquisição da Fox, que fechou em 71,3 bilhões de dólares. Segundo o CEO Bob Iger, a principal razão da compra foi a garantia de material para o lançamento do Disney+, nova plataforma de streaming da empresa.

A compra também contou com um efeito importantíssimo no mundo dos super-heróis. De uma hora para outra, um dos maiores concorrentes da Marvel desapareceu. Os X-Men e o Quarteto Fantástico entraram para as posses da Disney, e serão no futuro apresentados como parte do MCU.

Competição e variedade

Segundo o Screen Rant, é importante notar que a compra da Fox não afeta apenas a competição em um sentido abstrato, mas também a variedade de projetos de super-heróis no cinema e TV.

Filmes da Marvel seguem uma visão em comum, e basicamente organizam suas histórias para que seja construída uma trama principal, comandada pela visão de Kevn Feige. A Marvel se transformou em uma verdadeira linha de produção de conteúdo de super-heróis.

Os roteiros do MCU basicamente seguem uma “fórmula”, que repete tanto acertos quanto erros, e o estilo dos filmes da Marvel já é conhecido no mundo inteiro.

Dessa forma, riscos não são incentivados, e a Marvel perde a oportunidade de criar filmes únicos e diferentes, como Logan ou Coringa.

Rivais à altura

No final das contas, o domínio quase monopolista do MCU não significa a morte do gênero de super-heróis.

O DCEU tropeçou em seus primeiros filmes, mas conseguiu encontrar um caminho interessante em suas últimas produções. Aquaman, por exemplo, ultrapassou 1 bilhão de dólares na bilheteria mundial, provando que o público está sedento por histórias de super-heróis que fogem do padrão Marvel.

Coringa também é um caso interessante. Mesmo sem fazer parte do DCEU, o filme inovou ao mostrar um olhar sensível e criativo sobre a história de um dos vilões mais icônicos da cultura pop. Recentemente, o longa se tornou o filme proibido para menores com a maior bilheteria de todos os tempos.

Finalmente, com Venom e Homem-Aranha no Aranhaverso, a Sony também provou que projetos diferentes (e às vezes bizarros) também funcionam no panorama geral.

Outras plataformas digitais, como a Netflix e Amazon, também abordaram o mundo dos super-heróis com histórias criativas e inusitadas, mostradas respectivamente em The Umbrella Academy e The Boys.

A Marvel Studios está DESTRUINDO a Marvel Televison! E esses8 heróis da Marvel tem os mesmos poderes que heróis da DC! Saiba quais heróis da Marvel o Asa Noturna derrota ou não! O maior fracasso do MCU vai ganhar reboot e já temos detalhes! Foi confirmado que na Disney+ terão séries dos X-Men, do Homem-Aranha e do Quarteto Fantástico! Tudo isso você encontra no Observatório de Séries!