Os quadrinhos da Marvel mostraram que Kate Bishop não precisa necessariamente do Gavião Arqueiro. A próxima série do Disney+ pela Marvel sobre Clint Barton, atualmente intitulada Gavião Arqueiro, mostrará os dois arqueiros se unirem, mas a controvérsia em torno de Jeremy Renner colocou seu futuro na Marvel em questão.

Surgiram documentos judiciais de uma batalha pela custódia de sua filha de seis anos, que acusam Renner de ameaçar matar sua ex-esposa e ele próprio. Embora Renner tenha negado as alegações feitas contra ele, alguns fãs da Marvel estão exigindo que Renner seja removido de Gavião Arqueiro.

Depois de ajudar os Vingadores a salvar o mundo de Thanos em Vingadores: Ultimato, Jeremy Renner deve retornar como o mais poderoso atirador da Terra para Gavião Arqueiro, da Marvel. A série do Disney+, que provavelmente será lançada em 2022, contará com Clint Barton e a versão feminina de Gavião Arqueiro dos quadrinhos, Kate Bishop.


Espera-se que ele a treine para ser sua sucessora. Por outro lado, a história de fundo de Barton também deve ser explorada.

Decisão complicada

O que a Marvel e a Disney farão com Jeremy Renner ainda está por ser visto, mas várias opções estão disponíveis. Eles poderiam manter o ator, reformular Gavião Arqueiro, reduzir seu papel ou reescrevê-lo completamente.

Portanto, embora possa não ser necessário que a Marvel tome qualquer ação em relação a Renner, é possível que, na série do Gavião Arqueiro ou em algum outro momento, os fãs vejam Kate Bishop operando como a única Gaviã Arqueira, sem Clint Barton ocupando qualquer um dos holofotes.

Esse resultado pode acontecer eventualmente, independentemente da controvérsia. Os quadrinhos mostraram que esse é um caminho que o MCU pode seguir no futuro, com Bishop mais do que capaz de se sustentar e provar uma figura popular entre os fãs.

Kate trabalha bem sozinha

Nos últimos anos, a Marvel associou Clint Barton a Kate Bishop por dois títulos de quadrinhos, em 2012 e 2015. Um terceiro título, de 2016, focou nas aventuras de Kate Bishop em Los Angeles.

O quadrinho teve 16 edições. Na maior parte, Kate conseguiu manter o título sem ficar na sombra de Clint Barton, que não entrou em cena até as edições finais dos quadrinhos.

A série tratou principalmente de Bishop trabalhando como detetive particular em Los Angeles. Bishop dirigia seus próprios negócios enquanto solucionava mistérios e combatia crimes.

Enquanto estava em Los Angeles, ela desenvolveu seu próprio elenco de aliados e inimigos que não tinham conexão com Barton, e Bishop provou ser uma grande personagem da Marvel por si só.

O MCU poderia facilmente seguir uma direção semelhante para sua Kate Bishop. Se for necessário, é claro.