Em Batman: A Maldição do Cavaleiro Branco #5, Azrael potencializa sua guerra a Gotham City contra quase todos os vilões do Batman.

Depois que o Coringa o convenceu de que seus ancestrais foram prejudicados pelos Waynes e que ele era o governante legítimo de Gotham City, Jean-Paul Valley se armou com uma espada flamejante e vestiu um traje de cavaleiro guerreiro para fazer guerra contra Batman.

Apoiado pela elite de Gotham, Azrael destruiu a Mansão Wayne, cortando o herói de sua Batcaverna e seu arsenal de armas, acessório e veículos.


O início da cruzada

No entanto, isso foi apenas o início de sua cruzada contra Batman. Em seguida, Azrael eliminou o amigo e aliado mais confiável de Bruce, o comissário de polícia de Gotham, Jim Gordon. E agora, o vilão quer atingir todos que vê como inimigos cidade.

Enquanto ele continua sua missão de reivindicar Gotham, ele começa uma briga para limpar a cidade de todo mal – começando pelos vilões que Batman trabalhou incansavelmente para prender.

Duelo contra Bane

Quando Ruth tenta controlar Azrael, ele diz a ela que nunca foi o mero peão em seus projetos que ele parecia ser. Posteriormente, ela envia seu executor Bane atrás dele.

Infelizmente para o bruto pesado, Azrael prova ser um lutador superior e muito mais letal, e corta a cabeça de seu adversário.

Massacre no Arkham

Depois de vestir o traje do Batman que foi projetado para ele, Azrael entra no Arkham Asylum, posando como o verdadeiro Cavaleiro das Trevas. Lá, ele encontra a ala com todos os piores criminosos de Gotham City e derruba a maioria dos vilões mais famosos de Gotham.

Duas-Caras, o Charada, Crocodilo, Pinguim, Hera Venenosa e outros caem na espada de Azrael. No final da edição, o único supervilão principal que ainda existe no Arkham é o Coringa, e ele parece ser o próximo nome na lista de alvos de Jean-Paul.