A série de filmes de Harry Potter fez um bom trabalho em adaptar os livros de J.K. Rowling. No entanto, obviamente havia algumas mudanças que precisavam ser feitas por razões narrativas ou criativas, e nem todas foram bem recebidas.

Uma mudança aparentemente menor foi o cenário da morte de Snape em Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2, mas não agradou os fãs. A série de filmes de Harry Potter começou em 2001 e terminou em 2011, com o livro final, Harry Potter e as Relíquias da Morte, sendo dividido em dois filmes.

Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2 permaneceu o mais fiel possível ao material original, com apenas alguns ajustes para se encaixar com o seu antecessor – mas alguns foram feitos para momentos importantes da história. Alguns exemplos são a morte de Fred Weasley e o duelo final entre Harry Potter e Lord Voldemort, mas talvez o que mais incomodou os fãs foi a morte de Snape, pois o cenário foi alterado, tirando alguns momentos e detalhes verdadeiramente especiais do livro.


Mas como acontece com todas as adaptações cinematográficas de um livro, todas as mudanças foram feitas por um motivo, e o mesmo aconteceu com a morte de Snape em Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2.

O real motivo da mudança

No livro, a Casa dos Gritos foi usada por Lord Voldemort e seus Comensais da Morte como esconderijo. Lá, Voldemort ordenou que Nagini matasse Snape, enquanto Harry, Hermione e Ron observavam do esconderijo (eles estavam cobertos pela capa da invisibilidade).

No filme, Snape foi morto por Voldemort e Nagini no Boathouse, um porto subterrâneo de Hogwarts, embora no filme fosse um prédio externo. De acordo com Andrew Ackland-Snow, diretor de arte de Harry Potter, o cenário foi alterado para dar à cena uma atmosfera mais dramática e tirá-la de um interior que já era conhecido pelos telespectadores, e a mudança foi aprovada por Rowling.

Os fãs ficaram compreensivelmente desapontados com o fato de a morte de Snape não ter ocorrido na Casa dos Gritos, uma vez que tirou uma premissa interessante. Snape não teve a melhor sorte quando se tratava da Casa dos Gritos: em 1975, Sirius Black disse-lhe que, se passasse sob o Salgueiro Lutador, descobriria o que havia de errado com Lupin, que estava em forma de lobisomem e poderia ter matado Snape no local, e em 1994 ele foi desarmado e ficou inconsciente ao descobrir que Black estava escondido lá.

Foi uma triste situação da terceira vez que preencheu mais a história de Snape, e teria sido interessante vê-la sendo exibida no cinema como realmente era.