Em meio a indicações ao Oscar e uma temporada de premiações a todo vapor, a Sony Pictures finalmente revelou o primeiro trailer de Morbius, nova produção da Marvel que segue explorando a galeria de vilões do Homem-Aranha. O filme deve ocupar o mesmo universo compartilhado de Venom, e os fãs tiveram uma surpresa bem interessante ao final da prévia: aparentemente o filme com Jared Leto também está na cronologia do MCU, o Universo Cinematográfico da Marvel Studios.

Os indícios vêm nas telas do trailer, que escancara que estamos falando do mesmo estúdio responsável por Homem-Aranha: De Volta ao Lar e Homem-Aranha: Longe de Casa, assim como Venom. Nenhuma mentira, claro, mas o espectador que desconhece das intrigas entre estúdios e universos separados (e já vai esperando que um dia o vampirão lute ao lado dos Vingadores). Mais para o fim do trailer, temos um plano onde Michael Morbius passa em frente a um beco com um pôster do Homem-Aranha, que ainda tem uma pichação acusando-o de assassinato – referência ao final de Longe de Casa.

E a grande bomba vem no epílogo do trailer. Logo após o título, Morbius tromba com ninguém menos do que Adrian Toomes, o Abutre, que foi vivido por Michael Keaton em De Volta ao Lar. O ator reprisa seu papel para uma participação-relâmpago, prometendo algum tipo de antagonismo (ou parceria) com o vampiro protagonista.


Crossover com MCU

Tecnicamente, agora as produções da Sony fazem parte do MCU. É tudo o que Amy Pascal sempre quis do início, quando Venom ainda estava em pré-produção e o acordo para dividir o Homem-Aranha estava em seus anos iniciais. A presença do pôster de procurado do Aranha e de Michael Keaton mostram que o longa está seguindo os eventos adjacentes ao MCU, e rumores recentes afirmaram que o J. Jonah Jameson de J.K. Simmons (introduzido em Longe de Casa) também estará presente na trama do filme, de alguma forma.

E como isso aconteceu, exatamente? Após o acordo entre Sony e Disney ter sido interrompido no ano passado, as negociações entre os estúdios foram implacáveis. Certamente um dos pontos que permitiram o retorno do Homem-Aranha de Tom Holland para o MCU foi uma pressão para que Kevin Feige compartilhasse os universos. Não que Morbius vá aparecer em um filme dos Vingadores, mas os filmes da Sony agora devem fazer menção e aproveitar eventos da grande saga do MCU – os personagens sempre puderam aparecer, já que pertencem inteiramente à Sony.

No esquema das coisas, parece ser um padrão similar ao da Netflix com o MCU: havia menções a Homem de Ferro, Thor e companhia em séries como Demolidor e Punho de Ferro, mas nunca um crossover completo.

Veia de terror?

Falamos muito sobre a conexão de Morbius com o MCU, mas… e quanto ao filme em si? Dirigido por Daniel Espinosa (Protegendo o Inimigo, Vida), Morbius não esconde sua intenção de navegar pelo terror. É uma variante similar às produções de gênero que chegaram às telas no começo da década passada, como Padre e O Ritual, e quase abraçando uma veia B. 

Assim como Venom, o trailer coloca a figura de Michael Morbius como um protagonista trágico. Vemos sua doença rara, a busca por uma cura e sua transformação em uma criatura ágil, forte e, naturalmente, selvagem e descontrolada. Fica o questionamento se a Sony vai mesmo pelo caminho do anti-herói, colocando algum antagonista que é “pior do que mau” para bater de frente com Morbius – provavelmente o personagem de Matt Smith, sem falar que ainda temos um agente do FBI aprimorado na forma de Tyrese Gibson, presente brevemente na prévia.

Infelizmente, não parece que Morbius seguirá o caminho para maiores de 18 anos. A prévia parece bem clean e sem presença de sangue, o que parece incomum em uma história de uma criatura chupadora do líquido vermelho. Torcemos apenas para que Espinosa e a Sony encontrem uma forma de circundar a situação, já que não precisamos de outro Crepúsculo.

Morbius chega aos cinemas em 31 de julho, marcando o início de uma integração inédita entre a Sony e a Marvel Studios.