Dragon Ball conta com alguns dos personagens mais icônicos da história dos animes. Entre heróis como Goku e Vegeta e vilões como Frieza e Majin Buu, fãs do muito inteiro conhecem as figuras da história.

Goku é um grande protagonista, e também um dos personagens mais amados de Dragon Ball. Mas até os maiores admiradores do Saiyajin concordam que o guerreiro não foi um pai presente na vida de Gohan e Goten.

Durante grande parte da trama de Dragon Ball e seu universo expandido, Goku ficou afastado da família para lutar contra grandes inimigos e proteger o cosmos.


De acordo com o site CBR, game Dragon Ball Z: Kakarot finalmente foca na relação de Goku com os filhos. Confira tudo sobre a história abaixo!

Pai ausente?

Quem assistiu Dragon Ball Z: Abridged sabe que todos os personagens zoam Goku por priorizar comida e combate sobre seus entes queridos. Gohan inclusive vê Piccolo como uma figura paterna mais importante do que o pai.

Dragon Ball Super confirmou essa tendência. Goku passou muito mais tempo com Beerus do que com a família

Isso não significa que Goku é o pior pai de todos os tempos, longe disso. No entanto, todos os outros patriarcas do anime estão presentes na vida dos filhos de maneiras mais importantes que Goku, incluindo Vegeta e até mesmo King Cold.

As mudanças

Dragon Ball Z: Kakarot não contradiz o cânone estabelecido da série. No entanto, o jogo constrói outra história em cima da trama já conhecida.

No prólogo do game, o foco fica na relação de Goku e Gohan. Os dois aparecem acampando juntos, colhendo frutos para Chi-Chi cozinhar e brincando de luta. Mesmo sem diálogo, o tutorial prova que Goku esteve presente em parte da infância do filho mais velho.

Esses momentos acontecem com frequência no jogo, e mostram um lado diferente do protagonista de Dragon Ball.

Dragon Ball Z: Kakarot foi lançado nesta sexta-feira (17).