A segunda temporada de Sex Education estreou na Netflix recentemente e dominou as conversas nas redes sociais por vários dias. Conhecida por abordar temas polêmicos e tabus com irreverência e sensibilidade, a série deu mais um show de ritmo e narrativa.

De acordo com o site Digital Spy, a segunda temporada de Sex Education foi ainda melhor do que a primeira por uma simples decisão narrativa dos roteiristas.

Confira abaixo o argumento apresentado pelo site!


Otis e Ruby

Acima de tudo, Sex Education é uma série sobre sexo. Um espectador imaginaria que o ápice da segunda temporada seria o protagonista Otis perdendo sua virgindade, já que no início ele não conseguia nem se masturbar.

A cena realmente acontece, mas a ocasião importante é relativamente ignorada em favor de uma história mais interessante.

Depois de dormirem juntos, Otis e Ruby não têm 100% de certeza que usaram proteção. Infelizmente, a compra da pílula do dia seguinte não é tão fácil quanto a dupla imaginava. Otis não consegue comprar o contraceptivo para a garota, e Ruby é obrigada a tomar coragem e encarar o farmacêutico.

A personagem é interrogada com diversas questões pessoais, o que a deixa desconfortável e envergonhada.

Experiências comuns

Sex Education faz sucesso ao apresentar tramas pelas quais os espectadores em casa se identificam. A experiência de Otis e Ruby é compartilhada por muitos fãs, que raramente têm a oportunidade de assistir algo assim em uma produção para o grande público.

Otis e Ruby se esquecem de usar camisinha por estarem bêbados no importante momento, algo que realmente acontece no início da vida sexual de muitos adolescentes.

Por isso mesmo, a série prova que a educação sexual é a melhor maneira de evitar acidentes e situações problemáticas, e a informação é necessária para a tomada de decisões corretas.

Sex Education já estreou sua segunda temporada.