Brigitte Bardot

A atriz Brigitte Bardot criticou os movimentos contra assédio e abuso #MeToo e Time’s Up. A francesa de 83 anos disse que atrizes se insinuam para conseguir papéis e que a maior parte das celebridades envolvidas nas campanhas “está sendo hipócrita”.

“Muitas atrizes se insinuam para produtores para conseguir trabalhos e depois, para que falemos delas, elas dizem ter sido assediadas”, afirmou em entrevista à revista Paris Match. “A vasta maioria dessas atrizes está sendo hipócrita e ridícula”.

Catherine Deneuve pede perdão às vítimas de assédio que ofendeu

“Eu nunca fui vítima de assédio sexual e sempre achei charmoso quando homens me diziam como eu era linda”, completou ainda.

Considerada um símbolo sexual durante os anos 1950 e 1960, Bardot estrelou filmes como E Deus Criou a Mulher (1956) e O Desprezo (1963). Parou de atuar em 1973.