Demi Lovato se abriu sobre sua luta contra a depressão, o vício e os pensamentos suicidas em entrevista ao programa do Dr. Phil, na TV americana.

 

“A primeira vez que eu realmente contemplei suicídio foi aos sete anos. Eu tinha essa fascinação pela morte. Eu tinha experimentado coisas sobre as quais eu nunca falei, e acho que nunca falarei”, contou.

Demi Lovato inspirou a mãe a buscar tratamento para vício em drogas

“Mesmo aos sete anos, eu sentia que, se eu tirasse minha própria vida, a dor iria acabar. Esses pensamentos voltaram quando eu era adolescente e sofria bullying, quando estava lutando contra a depressão, o transtorno bipolar. Eu comecei a me cortar, e minha mãe ficava com medo de acordar um dia e me ver morta”, disse ainda.

 

“Esses tempos passaram, mas eu ainda fico de olho no meu comportamento e nos meus pensamentos para manter tudo sob controle. Minha luta com distúrbios alimentares continua, é algo diário”, completou.