Megan Fox está processando a empresária de Brad Pitt, Cynthia Pett-Dante, que alegadamente fez parte de um consórcio de vendedores que a enganou em 2016.

Pett-Dante e seus sócios teriam convencido a atriz a comprar um imóvel de US$ 3,2 milhões que precisava de reparos consideráveis.

Segundo o TMZ, a atriz afirma nos documentos apresentados pela empresária na hora da venda não avisaram sobre os problemas da casa, incluindo mofo em todo o imóvel, inclusive na suíte máster, no banheiro e nos quartos das crianças.


Megan Fox vai apresentar série documental sobre história de civilizações antigas

A atriz também reclama que currais para animais, um mirante, um depósito e paredes de pedra do imóvel não atendem aos padrões exigidos pela legislação local.

Fox estava grávida na época, e já criava dois outros filhos. Ela acreditava que estava comprando um “paraíso no bucólico em Malibu onde poderia crescer sua jovem família”, mas a propriedade acabou transformando sua vida em um “pesadelo”.

A atriz está pedindo uma indenização de US$ 5 milhões (mais de R$ 18 milhões).