Casamento Real

Segundo o site Hollywood Life, a Rainha Elizabeth II teria ordenado que o Príncipe Harry e a, agora duquesa, Meghan Markle assinassem um acordo pré-nupcial de US$ 500 milhões, o equivalente a R$ 1.8 bilhão.

A fonte ouvida disse que o casal não iria e não queria assinar um contrato. A Rainha, no entanto, “usou sua autoridade” e insistiu. “Ele não tinha escolha a não ser ceder, assim como Meghan. Quando a majestade dá uma ordem, Harry tem que obedecer”, afirmou o mensageiro.

O informante ainda disse que a Rainha “está sendo extremamente cautelosa para manter os bens reais intactos” e por isso teve a ideia de preparar o documento, que teria sido redigido por Fiona Shackleton, um dos maiores nomes da advocacia do Reino Unido quando o assunto é divórcio. “A rainha está deixando claro que se Meghan e Harry se separarem, ela não vai embora com as joias reais. E se eles não tiverem filhos, Meghan não conseguirá nada”.

Príncipe Harry e Meghan Markle farão primeira viagem como casal real; saiba tudo

As informações dizem que Fiona estava na sala onde Harry e Meghan assinaram o acordo. O nome de Shackleton está em divórcios como do Príncipe Andrew e Sarah Ferguson e do Príncipe Charles e da Princesa Diana. Além dos divórcios reais, a advogada também já esteve em casos de celebridades, como a separação de Paul McCartney e Heather Mills.

MAIS NOTÍCIAS SOBRE: CINEMA | FAMOSOS | MÚSICA