Jamie Foxx confessou que foi barrado da produção de um musical durante seus anos de faculdade por ser negro.

“Eles precisavam de um tenor, e haviam me visto cantando em algum outro lugar. Então, na verdade, foi a produção do musical que veio até mim – mas eles não me deixaram entrar no palco, eu só podia cantar atrás das cortinas”, comentou o ator.

A revelação ocorreu em episódio da série Off Script, onde Foxx conversa com astros e estrelas de Hollywood sobre suas carreiras – a convidada da vez era a comediante Sarah Silverman.


Spawn | É oficial: Jamie Foxx vai estrelar o filme do anti-herói

“Essa foi minha experiência em musicais, não foi muito boa. Não tinha nenhuma outra pessoa negra na produção, apenas eu – escondido atrás das cortinas”, disse ainda.

“Meu Deus, isso é insano e completamente racista!”, se espantou Silverman.

Desde então, é claro, Foxx construiu carreira na música e nos cinemas, venceu o Oscar por um musical (Ray) e soltou a voz em outros filmes, como Dreamgirls: Em Busca de Um Sonho e Annie.