Em um perfil feito pela Rolling Stone, Johnny Depp se abriu sobre diversos assuntos, tanto da carreira quanto da vida pessoal.

Um deles foi sobre o divórcio com Amber Heard, que o denunciou por assédio. Segundo Depp, o final do casamento com a atriz foi um ponto “muito baixo”. O acordo assinado pelos dois não permite que ele fale sobre Amber, então ele só compartilhou como se sentiu durante o período.

“Eu estava tão triste quanto acredito que poderia ter conseguido”, diz o ator. Que perdeu a mãe durante o processo de separação. “O próximo passo foi: ‘Você vai chegar em algum lugar com os olhos abertos e sair de lá com os olhos fechados’. Não consegui suportar a dor todos os dias”, afirmou Depp.

>> CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Um escape foi a banda The Hollywood Vampires. Johnny Depp saiu em turnê com os companheiros e começou a escrever um livro de memórias utilizando uma máquina de escrever.

London Fields | Amber Heard aparece nua ao lado do ex Johnny Depp em trailer

“Eu me servia uma vodca pela manhã e começava a escrever até que as lágrimas enchessem meus olhos e eu não conseguisse mais ver a página”, lembra ele.

“Eu continuei tentando descobrir o que fiz para merecer isso. Eu tentei ser gentil com todos, ajudando todo mundo, sendo sincero com todos. A verdade é mais importante para mim. E tudo isso ainda aconteceu”, disse o ator que foi condenado a pagar US$ 7 milhões para Amber. Ela doou o dinheiro para a caridade.

Deixe o seu comentário