Mesmo com as mortes de Michael Jackson, ainda em 2009, e recentemente de seu pai, Joe Jackson, ainda em junho, as polêmicas entre os dois parece que nunca terão um fim. Agora, o médico do cantor, Conrad Murray, fez revelações chocantes a um jornal britânico.

Murray, que foi acusado e condenado pelo homicídio culposo do astro, conversou o jornal The Blast e garante que Joe castrou quimicamente Michael Jackson. O médico também fez questão de destacar que Joe teria sido um pai muito ruim.

“O fato de ele ter sido quimicamente castrado para manter sua voz aguda é algo indescritível”, disparou o médico para publicação.

>> CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Doença que matou Joe Jackson era a mesma de Marcelo Rezende

Essas não são as primeiras revelações fortes de Murray em relação ao astro pop. No seu livro This Is It! The Secret Lives of Dr. Conrad Murray and Michael Jackson, lançado ainda em 2016, o médico havia afirmado que Michael era obrigado a tomar injeção de hormônio aos 12 anos para não mudar a voz e não ter espinhas.

A família dos Jackson não comentaram as declarações do médico. Joe Jackson faleceu ainda no mês de junho aos 89 anos, vítima de um câncer agressivo.

Deixe o seu comentário