A suposta vítima de abuso sexual cometido por Asia Argento, Jimmy Bennett, foi acusado de perseguir uma ex-namorada e ameaçá-la com fotos de nudez, de acordo com o PageSix.

Essa ex-namorada de Bennett ainda tentou obter uma ordem de restrição contra o ex em 17 de julho de 2015. A jovem mulher, uma atriz, indicou que foi à polícia de Los Angeles para prestar queixa contra Bennett, por ter relações sexuais com uma menor, perseguição e pornografia infantil.

“Quando eu tinha 17 e Jimmy tinha 18, ele me convenceu a fazer sexo com ele. Eu nunca tive relações sexuais antes disso”, disse em um documento de 14 páginas, obtido pelo Daily Beast. “Ele continuou a se infiltrar na minha vida e me manipular a fazer coisas, como fumar. Suas constantes tentativas de me ligar e mandar mensagens de texto, com coisas como ‘por favor fale comigo, eu preciso de ajuda’, etc, me causaram a responder no passado. Uma vez ele me disse que ele estava sendo abusado pelos seus pais e precisava de um lugar para ficar. Ele tinha 17 na época”.

>> CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

“Vítimas merecem justiça”, explica Rain Dove sobre entregar Asia Argento para Polícia

“Ele tem um histórico de uso de drogas e quando terminados, eu tinha 17 e ele tinha 18, ele não parava de me incomodar através de ligações e outras formas de contato”, continuou sua reclamação. “Tanto minha mãe, quanto eu temíamos pela minha segurança. Jimmy mentiu, manipulou e roubou de mim, porque minha família está em uma condição financeira muito precária, tendo passado por falência”.

A tentativa da jovem em conseguir uma ordem de restrição, no entanto, foi descartada, depois que ela não compareceu à audiência.

Os representantes de Bennett, agora com 22 anos, não comentaram sobre o caso.

Asia Argento, uma das primeiras vozes contra Harvey Weinstein, foi acusada de ter abusado sexualmente de Jimmy Bennett, em 2013, quando o rapaz tinha somente 17, e de ter pagado a quantia de US$ 380 mil dólares para mantê-lo em silêncio. A atriz veio à público recentemente negar a história.

Deixe o seu comentário