Em época de lançamento de Aquaman, Amber Heard voltou a falar sobre o casamento com Johnny Depp e as acusações de violência doméstica feitas contra o ator. A atriz garante ter sofrido ameaças de morte após as denúncias se tornarem públicas.

Em artigo assinado no The Washington Post, a atriz contou que também colocou a carreira em risco ao expôr tudo o que teria acontecido em seu casamento com Johnny Depp.

“Eu escrevo isso como uma mulher que precisou mudar o número do telefone semanalmente por estar recebendo ameaças de morte”, começou a contar a intérprete de Mera, de Aquaman.


Amber Heard continuou, afirmando que a sua vida foi completamente modificada após as primeiras denúncias.

“Durante meses, eu raramente deixei meu apartamento e, quando saí, fui perseguida por câmeras em drones e fotógrafos a pé, em motos e em carros. Há dois anos eu me tornei uma figura pública representando as vítimas de abuso doméstico e senti a força plena da cultura de ódio contra mulheres que dizem a verdade”, relatou a famosa.

Aquaman | HBO usa Entourage para divertida divulgação do filme da DC

A artista ainda temeu perder o seu papel em Aquaman, como aconteceu em outro longa, que não teve o nome revelado. Além disso, Amber Heard perdeu um contrato publicitário no início do divórcio.

“Amigos e conselheiros me falaram que eu jamais voltaria a conseguir trabalho como atriz – que eu entraria em uma lista negra. Eu perdi um papel em um filme. Eu tinha um contrato de dois anos como garota-propaganda de uma marca e a empresa me demitiu. Surgiram questionamentos se eu iria continuar como Mera em Liga da Justiça e Aquaman”, contou a atriz.

Após todas as denúncias, o divórcio com Johnny Depp terminou de forma amigável. A atriz retirou a ordem restritiva que tinha contra o ex-marido e recebeu uma indenização ao final do casamento, que foi doada à hospitais e instituições de caridade.

Amber Heard está em cartaz nos cinemas com Aquaman.