Bryan Singer está no meio de novas acusações de pedofilia. Em uma reportagem desta quarta-feira (23), a revista The Atlantic trouxe quatros novos casos de relação sexual com menores envolvendo o diretor.

A publicação garante que mais de 50 fontes foram contatadas e dessas, quatro homens falaram pela primeira vez sobre as relações que tiveram com Bryan Singer, creditado como diretor em Bohemian Rhapsody.

Um deles garante que teve relações com o diretor em 1997, aos 17 anos, durante festa na casa dele. Outro diz que tinha 15 anos e teve o contato com o acusado em mansões de Beverly Hills, no mesmo ano. Todos homens garantem que o diretor tinha consciência da idade do grupo na época.

>> CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Bohemian Rhapsody | Produtor explica motivo de Bryan Singer ter abandonado o filme no fim da produção

As acusações voltam a atormentar o diretor, que está sendo questionado por sua postura após ser demitido da cinebiografia do Queen. Antes, Bryan Singer foi acusado de abusar de Cesar Sanchez-Guzman, que garante ter sido vítima do cineasta em 2003, quando tinha 17 anos.

Após os novos casos, Bryan Singer ainda não se pronunciou. Anteriormente, o diretor alegou ser inocente das antigas acusações.