Os comentários de Michelle Rodriguez em defesa do ator Liam Neeson foram rapidamente recebidos com fervor nas redes sociais.

A atriz, em conversa com a Vanity Fair, lembrou ao público e a comunidade de Hollywood o filme Viúvas. Nele, Liam Neeson é o marido de Viola Davis. Michelle Rodriguez também está no elenco do filme.

“É uma bobagem. Liam Neeson não é racista. Cara, você assistiu Viúvas? A língua dele vai muito longe na boca de Viola Davis. Você não pode chamar ele de racista. Racistas não beijam a raça que eles odeiam, especialmente do jeito que ele fez com a língua – tão fundo na garganta dela. Eu não me importo o quão bom ator você é. É tudo bobagem. Ignore isso. Ele não é racista. Ele é um homem amável. É tudo mentira”, comentou a atriz.


“Seu teste decisivo para o racismo é ser capaz de beijar uma mulher negra e não a confissão de querer matar uma pessoa negra inocente. Anotado”, declarou a escritora Shanita Hubbard em sua página no Twitter.

“Não estou sendo engraçado, mas Michelle Rodriguez não é negra e os comentários racistas não se aplicam a ela. Ela precisa ficar na sua praia”, comentou um internauta. “Odeio quando os outros dados demográficos tentam falar em nome das pessoas negras.”

“Na próxima vez a Michelle Rodriguez dirá que homens não podem ser misóginos porque namoram mulheres”, zombou uma internauta.

Confira as reações mais abaixo.

“Liam Neeson não é racista porque deu beijo de língua em Viola Davis”, segundo Michelle Rodriguez

Na ocasião, Liam Neeson afirmou que pensou em matar um homem negro que estuprou uma antiga amiga. O caso aconteceu há 40 anos.

Na entrevista ao The Independent, Liam Neeson detalhou a sua história de fúria do episódio envolvendo a sua amiga.

Vingança a Sangue-Frio | Liam Neeson aparece em pré-estreia do filme após ser acusado de racismo

“Ela lidou com o estupro da maneira mais extraordinária. Já minha reação imediata foi: ‘Sabe quem era? De que cor era?’. Ela me disse que era um homem negro. Comecei a andar de baixo para cima por aquelas áreas com uma arma, esperando encontrar alguém. Me envergonho dizendo isto, mas fiz isto por uma semana, esperando encontrar algum ‘bastardo negro’ que soubesse de algo para que pudesse matá-lo. Foi horrível. Nunca tinha admitido isto, e agora o estou fazendo com uma jornalista”, contou o ator na ocasião.

Logo depois, o ator afirmou não ser racista e que teria a mesma reação independente das características do abusador.

Liam Neeson entra em cartaz com Vingança a Sangue Frio em 14 de fevereiro.