Spike Lee não gostou nada dos comentários de Liam Neeson, que disse ter tido vontade de matar um homem negro desconhecido após saber que uma amiga sua foi estuprada.

O comentário foi considerado racista, e durante entrevista ao Page Six, Lee falou sobre o caso: “Que mundo bizarro nós vivemos… Eu não cheguei a conversar com Liam… Eu não sei porque ele disse isso, mas ele disse”.

O diretor explicou então que uma vez chegou a ter considerado chamar Neeson para um de seus projetos, mas que o filme não saiu do papel devido a falta de dinheiro.

>> CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Entretanto, o diretor não está mais interessado em ter o ator em seu filme. “Não tínhamos dinheiro para o filme, mas um dia vamos ter. Mas eu não acho que vou chamar ele. Ele está velho demais para isso”.

Oscar 2019 | Irmãos Russo reagem à indicação de Vingadores: Guerra Infinita

Spike Lee atualmente concorre ao prêmio de Melhor Diretor na cerimônia do Oscar de 2019.

A 91ª edição do Oscar acontece no dia 24 de fevereiro. Após a desistência de Kevin Hart, a cerimônia não contará com um apresentador fixo pela primeira vez em 30 anos.