Depois de toda a polêmica em torno de exibidores de Cinema e a Netflix, Steven Spielberg decidiu esclarecer sua posição sobre o caso.

O diretor sempre defendeu a ideia de que filmes lançados exclusivamente no streaming não deveriam concorrer a prêmios como o Oscar.

Em um email enviado ao The New York Times, o Steven Spielberg explicou sua posição, afirmando que ele apenas tenta defender o hábito das pessoas de ir ao cinema.


“Eu quero que as pessoas encontrem entretenimento da maneira que elas acham melhor para elas. Grandes telas, pequenas telas, o que importa pra mim são boas histórias e todos deveriam ter acesso a grandes histórias. Porém, eu acho que as pessoas também tem que ter a oportunidade de deixar suas casas e sua família e ir para um lugar em que elas vivem uma experiência em conjunto com outras pessoas”, disse o diretor.

“Chorar juntos, rir juntos e sentir medo juntos, para que quando tudo acabe eles se sintam menos como estranhos uns para os outros. Eu quero ver a sobrevivência do cinema, eu quero que a experiência cinematográfica continue relevante em nossa cultura.”

Apesar da opinião do diretor a Netflix segue fazendo muito sucesso nos cinemas, tendo conquistado vários Oscars em 2019 com o longa mexicano Roma, de Alfonso Cuarón.