O Departamento de Polícia de Los Angeles levou em frente as acusações contra Keya Morgan, o ex-empresário de Stan Lee. O homem é acusado pelo crime de abuso de idoso.

De acordo com portais norte-americanos, Morgan foi preso ainda na manhã deste sábado, 25, no Arizona. O delegado da polícia de Los Angeles Mike Lopez confirmou a prisão.

O empresário é acusado por aprisionamento de idoso, roubo de idoso, crime de colarinho branco e abuso de idoso. A investigação contra Morgan começou ainda em 2018.


Antes, portais garantiram que o empresário desviou US$ 5 milhões da fortuna de Stan Lee. Agora, a polícia ainda afirma que Morgan manteve o quadrinista preso em uma residência de Beverly Hills, no ano passado.

A fiança para o empresário responder pelos crimes em liberdade é de US$ 300 mil.

Stan Lee, ícone dos quadrinhos da Marvel, faleceu aos 95 anos, em novembro do ano passado.