Enquanto promovia Ad Astra nesta semana, Brad Pitt falou com a jornalista da CNN, Christiane Amanpour, sobre seu confronto com Harvey Weinstein em 1995 depois de saber que o produtor havia assediado sexualmente a sua então namorada, Gwyneth Paltrow.

Pitt disse a Amanpour que estava agindo por puro instinto por causa de como foi criado quando criança. O ator chegou a ameaçar Weinstein de morte.

“Naquele momento, eu era apenas um garoto dos Ozarks no parquinho e foi assim que enfrentamos as coisas”, disse.


“Eu só queria ter certeza de que nada iria acontecer mais, porque Paltrow faria mais dois com ele. Acho que o interessante é que, no ambiente de trabalho de Hollywood, a dinâmica de homens e mulheres está mudando de uma maneira muito boa. É uma história importante para contar.”

Como se sabe, décadas depois explodiram dezenas de acusações de assédio sexual contra Harvey Weinstein.

Com Brad Pitt, Ad Astra chegará aos cinemas em 26 de setembro.