O cantor Elton John está lançando um novo livro de memórias, batizado de Me. Nele, o artista britânico traz comentários bem agressivos sobre Michael Jackson, que por anos foi acusado de pedofilia.

Em seu livro, que teve trechos fornecidos pelo site RadarOnline, John definiu Jackson como “genuinamente doente mental, uma pessoa perturbadora para se ter por perto”.

John revela que conheceu Jackson quando este ainda era um adolescente, mas que foram nos últimos anos de vida do Rei do Pop – que faleceu em junho de 2009 – que o inglês começou a se perguntar sobre “quais medicamentos prescritos ele estava tomando?” O cantor de 72 anos ainda pontua que Jackson havia “totalmente perdido o controle” nos anos 2000.


O cantor ainda revelou a experiência de um jantar com Jackson nos anos 90, onde ele se mostrou “perturbado” e com aparência horrível, deixando a mesa para brincar com seu filho. “Por qualquer motivo, ele parecia não conseguir lidar com a companhia de adultos”, escreve John.

O livro Me, de Elton John, será lançado nas livrarias em 15 de outubro.