A polêmica em torno de Jeremy Renner (o Gavião Arqueiro da Marvel) e sua ex-mulher, Sonni Pacheco, continua.

No julgamento anterior, Sonni disse que o astro ameaçou matá-la com uma pistola, deu um tiro no teto e, logo depois, ainda teria colocado a arma em sua própria boca afirmando que iria se matar.

No entanto, na sessão mais recente, de acordo com informações do Radar Online, Jeremy admitiu as práticas mencionadas com a arma, mas relatou que o objeto era uma pistola de ar.


O ator também disse que Lilly, amiga de Sonni e testemunha da ação, estava bêbada demais para reconhecer que a arma não era de fogo.

“De saco cheio, eu disse que ninguém estava ‘me escutando’ na vida. Eu disse que não estava aguentando mais e em um momento dramático (mas estúpido), eu peguei a pistola de ar que uso para afastar os pássaros do meu aquário e disse que se ela não me ouvisse eu poderia ‘estourar meus miolos’.

Infelizmente, parece que a Lily estava bêbada demais para reconhecer que a ‘arma’ não era de fogo e que mesmo assim ela não entendeu que era para ela ir embora!”

Vale lembrar que as acusações feitas entre Renner e Sonni são uma maneira de tentarem conseguir a guarda da filha de 6 anos.

A menina nasceu no dia 28 de março de 2013. O ator e a modelo se casaram em 13 de janeiro de 2014 e entraram com o pedido de divórcio no dia 30 de dezembro do mesmo ano, alegando diferenças inconciliáveis.

Desde então, os dois lutam pela guarda da criança, com o julgamento tomando contornos dramáticos recentemente com estas acusações.

Há especulações que, devido as acusações, Jeremy Renner pode perder seu emprego como Gavião Arqueiro na Marvel. No entanto, não há nada confirmado até o momento.