O painel de Star Wars: O Despertar da Força foi realizado direto da sala H da Comic-Con, neste sábado (11), onde contou com a presença do elenco e produtores do filme, além da exibição de um making of, que já caiu na internet (veja aqui).

Um dos pontos altos do painel foi o momento em que Kathleen Kennedy, presidente da Lucasfilm, agradeceu todos os 6.500 fãs que estiveram presentes e disse que a franquia Star Wars “depende 100% dos fãs desde 1976”.

Fotos de Stormtroopers com lança-chamas e também de um caça tie fighter caído foram mostradas no painel. “Você pode sentir que as armas são reais e que os Stormtroopers são reais ali”, disse o roteirista Lawrence Kasdan.


“Quando você está dirigindo uma cena na Millenium Falcon, isso não torna a cena boa necessariamente”, completou o diretor J.J. Abrams. “Você não pode se cegar pelas suas emoções em relação à trilogia original. Mal posso esperar para mostrar o filme”, concluiu.

Então as luzes se apagaram e as filmagens do set foram mostradas, inclusive tomadas da Millenium Falcon, e um tie fighter pintado de vermelho. Simon Pegg aparece fantasiado dizendo, “Minha vida inteira me trouxe para este momento… Estou no céu”, enquanto a Princesa Leia (Carrie Fisher) surge em sua nova roupa de comandante e os Stormtroopers explodidos em um planeta de lava.

“Sets reais, efeitos práticos… nada mudou e tudo mudou. Do jeito que vocês queria que fosse”, diz Mark Hamill, o Luke Skywalker.

Depois de muitos aplausos, as luzes se acenderam e os novos heróis da trilogia, John Boyega (Finn), Daisy Ridley (Rey) e Oscar Isaac (Poe Dameron), apareceram.

Star Wars Comic-Con 2015
John Boyega, Daisy Ridley e Oscar Isaac

“Trabalhar com lendas era tudo e também mais do que esperávamos”, disse Ridley sobre dividir a cena com Hamill, Fisher e Harrison Ford, acrescentando que fez um intenso treinamento físico para o filme. “Eu espero que meu vestido mostre minhas armas, porque eu trabalhei duro pra isso”, finalizou.

Depois o lado negro tomou o palco: Adam Driver, Domhnall Gleeson e Gwendolyn Christieconheça os novos vilões da franquia.

“Eu sou mal. Ele é britânico”, disse Glesson, confirmando que viverá o vilão General Hux e mantendo uma tradição de longa data de bandidos britânicos dentro do Império (agora chamado de Primeira Ordem). J.J. Abrams também deixou escapar que a base Hux está no comando e será conhecida como Base Starkiller.

“Eu achei muito emocionante que embaixo daquela armadura está uma mulher”, falou Christie sobre sua Stormtrooper cromada, a Capitã Phasma. “E isso se torna mais relevante do que nunca agora”.

As estrelas da primeira trilogia, Carrie Fisher e Mark Hamill, foram recebidas sob fortes aplausos quando chegaram ao painel.

“Foi como um flashback”, disse Fisher sobre a reunião com seus colegas da trilogia original. “Eles estava certos sobre os flashbacks. Foi tudo um pouco como antes, só que a gente aparenta estar diferente dessa vez”“Sem vocês (os fãs) não somos nada”, exclamou Hamill.

Harrison Ford depois também subiu ao palco: “É o retorno da emoção da experiência que tivemos nos primeiros filmes, foi grandioso. O Guerra nas Estrelas original foi o começo da minha carreira, então foi muito gratificante estar de volta”, disse ele sobre seu retorno como Han Solo em O Despertar da Força. “Eu nunca pensei que meu retorno fosse uma benção ao invés de ser maldição. Foi muito gratificante quando eu li o roteiro, porque eu li algo que foi muito marcante. Bem escrito, com algumas partes intrigantes. Eu fiquei encantado em estar envolvido”, completou.

J.J. Abrams então convidou todos os fãs para um concerto ao vivo de Guerra nas Estrelas, encerrando o painel em grande estilo.

Star Wars Comic-Con 2015

Star WarsO Despertar da Força, o sétimo filme da saga, estreia nos cinemas brasileiros em 17 de dezembro.