Johnny Depp causou sentimentos de revolta e indignação nos familiares das vítimas de Whitey Bulger, infame gângster de Boston que ele interpretou no filme Aliança do Crime (Black Mass).

Em entrevista à agência AP, o ator revelou que sentiu “contente” com o fato do criminoso ter conseguido fugir da prisão em 1994.

“Não importa o quão boa ou o quão ruim a pessoa é considerada, por quem quer que seja, a minha responsabilidade era fazer o meu melhor para representá-lo sob uma luz humana. Sem desrespeitar a quaisquer vítimas ou familiares das vítimas, mas teve alguma parte de mim que ficou contente por ele ter fugido. Por 16 anos, ele esteve foragido e não causou nenhum problema. Ele estava vivendo sua vida. Bom para ele”.


Ao Boston Globe, Bill St Croix, irmão de Deborah Hussey, uma das vítimas de Bulger, questionou o ator: “Eu me pergunto como Johnny Depp se sentiria se sua irmã fosse estrangulada e enterrada em um porão com dois outros cadáveres?. “Não há nada de humano sobre Jimmy Bulger”, continuou. “Que vergonha, Depp. Essa foi um comentário muito estúpido e insensível”.

Já Patricia Donahue, viúva de Michael Donahue, que foi morto a tiros por Bulger, comentou: “As pessoas que são humanas são as pessoas que foram assassinadas, e não Bulger. Ele é um psicopata doentio”.

No momento, Whitey Bulger cumpre prisão perpétua por seu envolvimento em 11 assassinatos entre os anos 1970 e 1980.

Johnny Depp encarna gângster assustador no trailer legendado

Aliança do Crime leva para as telas a história real de Whitey Bulger (Depp), famoso no crime organizado, preso em 2011 e condenado por assassinato, extorsão, roubo, entre outros delitos nada leves. Bulger está hoje com 85 anos e cumpre prisão perpétua em uma penitenciária no estado da Flórida.

Segundo a Variety, “Depp nunca esteve tão bem em um filme desde Donnie Brasco”. E para o Hollywood Reporter, “o ator assume o controle do filme desde o início”. Mas alguns críticos apontaram a sua maquiagem “exagerada”, que deixaram o ator envelhecido, careca e com olhos azuis.

Johnny Depp tem atuação aclamada no Festival de Veneza

Kevin Bacon e Benedict Cumberbatch completam o elenco. A direção é de Scott Cooper (Coração Louco).

O longa com Johnny Depp foi lançado na 72ª edição do Festival de Veneza e exibido fora de competição. No Brasil, Aliança do Crime chega em 12 de novembro.