Em 2015, o cinema alemão está destacando-se com produções acima da média. Após o thriller Die Lügen der Sieger (veja aqui) e a comédia de costumes Heil (veja aqui), chega aos cinemas a sátira política Ele Está de Volta (Er Ist Wieder Da, no original em alemão), baseado no Best Seller de mesmo nome de autoria do escritor alemão Timur Vermes lançado em 2012 (no Brasil, foi lançado em 2014 pela editora Intrínseca) e com mais de dois milhões e meio de cópias vendidas.

O filme dirigido por David Wnedt (de Combat Girls) e com Oliver Masucci (do telefilme O Sangue dos Templários) no papel principal, mostra o ditador Adolf Hitler acordando, após um longo sono, na Alemanha no ano de 2011, um país bem diferente do que conhecia em 1945: uma democracia plena governada por uma mulher, cheio de imigrantes (principalmente muçulmanos) e com espantosas invenções tais como smartphones e internet. Sem se lembrar do passado, interpreta tudo a partir de sua ideologia e perspectiva nazistas.

As pessoas o acham um imitador muito talentoso, mas ele insiste em afirmar que é o verdadeiro Adolf Hitler. Então, o impensável acontece: um de seus discursos “bomba” e “viraliza” no YouTube e Hitler ganha seu próprio programa de TV com altos índices de audiência!


Ele Está de Volta é uma sátira mordaz sobre uma sociedade altamente influenciada e controlada pela mídia e sobre a atual onda conservadora e de extrema-direita que assola o mundo, em particular o Brasil. Equipe e elenco conversaram com as pessoas sobre os temas da atualidade e o diretor David Wnedt conta que ficou chocado com as respostas:

“Foi assustador perceber a força das ideologias de extrema-direita, independentemente da idade ou da região de onde vêm. Muitas pessoas eram contra os estrangeiros, criticavam o Islã e queixavam-se da democracia. Foi assustador constatar a força dessas ideias”.

O ator Oliver Masucci concorda plenamente com o diretor:

“Foi assustador ver tantas pessoas revelarem o que pensam à personagem do Hitler [o ator conversou com as pessoas caracterizado como a sua personagem no filme – n. do a.]. Eles pensavam que podiam dizer tudo o que pensavam. Os pensamentos eram bastante perigosos. Ao fazer este filme apercebi-me de que a classe média está a virar-se para a direita. Penso que seria importante percebermos porquê”.

No ano em que é comemorado os 70 anos do fim da Segunda Guerra Mundial, esta é o tipo de sátira que acaba por revelar-se muito séria ao tocar em assuntos muito sensíveis naquela época e que continuam atualíssimos nos dias de hoje.

Ele Está de Volta fez sua estreia em circuito comercial nos cinemas da Alemanha em 8 de outubro passado. Ainda não há uma previsão de estreia no Brasil.

Veja o trailer oficial de Ele Está de Volta (original em alemão):