A atriz Famke Janssen, que interpretou Jean Grey na trilogia original de X-Men, confessou em uma transmissão do programa de rádio do Entertainment Weekly a sua vontade em participar novamente de um filme dos mutantes, mas dessa vez ao lado da versão mais jovem de sua personagem, que será vivida por Sophie Turner em X-Men: Apocalipse.

Janssen, entretanto, resalta quão pequenas são as chances disso acontecer. O principal fator apontado pela artista, que impede a sua participação em um novo capitulo de X-Mens, seria o já reconhecido sexismo que permeia os estúdios em Hollywood.

“Isso vem acontecendo há anos na série de filmes dos X-Men. Entre as (personagens) mulheres, é interessante porque elas são substituídas, e as versões mais velhas – ou maduras, ou qualquer que seja o termo politicamente correto que usem – nunca mais são vistas novamente. Enquanto entre os homens é permitido haver ambas as idades. Isso é sexismo”, apontou Janssen.


“Eu acho que deveria voltar junto com minha versão mais jovem da mesma forma como foi visto com Magneto (Patrick Stewart / James McAvoy) e Professor Xavier (Ian McKellen / Michael Fassbender)”, acrescentou.

Vale lembrar que tais participações só foram possiveis em X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido, filme mais recente da franquia, porque a trama do longa envolvia o conceito de viagem no tempo, o que não aparenta ser o caso de X-Men: Apocalipse, o próximo capítulo da saga com lançamento para 19 de maio desse ano.

Em X-Men: Apocalipse, testemunharemos o início das aulas no Instituto Xavier para jovens superpoderosos. Entre seus primeiros alunos, estão as versão adolescentes de Ciclope (Tye Sheridan), Noturno (Kodi Smit-McPhee), Jubileu (Lana Condor) e tambem de Jean Grey (Sophie Turner).

Ao ser questionada sobre o que espera da performance de sua substituta mais jovem, a atriz Famke Janssen se mostrou bem otimista.

“Ela me mandou emails antes de começar a filmar querendo alguns conselhos. E eu disse ‘Você não precisa de nenhum. Você é perfeita. Você é otima’. Eu mal posso esperar pra ver o filme e ver o que ela fez com a personagem”, finalizou.

Novo X-Men pode adaptar a Saga da Fênix Negra

X-Men: Apocalipse será lançado no Brasil em 26 de maio de 2016.

Trailer estendido de X-Men: Apocalipse traz grande revelação e Mística provocadora

“Desde o início da civilização, ele era adorado como um deus. Apocalipse, o primeiro e mais poderoso mutante do universo da Marvel, acumulou os poderes de muitos outros mutantes, tornando-se imortal e invencível. Ao acordar depois de milhares de anos, ele está desiludido com o mundo em que se encontra e recruta uma equipe de mutantes poderosos, incluindo um desanimado Magneto (Michael Fassbender), para purificar a humanidade e criar uma nova ordem mundial, sobre a qual ele reinará. Como o destino da Terra está na balança, Mística (Jennifer Lawrence), com a ajuda do Professor X (James McAvoy), deve liderar uma equipe de jovens X-Men contra o seu maior inimigo até então e salvar a humanidade da destruição completa”, diz a sinopse oficial.

James McAvoy fala sobre futuro de Professor Xavier na franquia

Recentemente, o roteirista/produtor Simon Kinberg afirmou que X-Men: Apocalipse servirá como a conclusão da franquia (leia aqui), portanto, o próximo filme deve iniciar um novo capítulo na história dos mutantes.

Assista ao trailer legendado do filme

Nos quadrinhos, Apocalipse é presença constante desde que surgiu em X-Factor #6. Considerado o mutante mais velho, surgido no Egito Antigo, o vilão tem o poder de reorganizar a estrutura do próprio corpo – pode, por exemplo, esticar-se ou aumentar de tamanho – e manipular campos de força, elementos e rajadas de energia, entre outras habilidades. Ao ter acesso a tecnologia alienígena, Apocalipse também conseguiu prolongar sua vida por milênios.